Eliomar de Lima
clique para exibir bio do colunista

O jornalista Eliomar de Lima escreve sobre política, economia e assuntos cotidianos na coluna e no Blog que levam seu nome. Responsável por flashes diários na rádio O POVO/CBN e na CBN Cariri.

NOTÍCIA

Enel solicita reajuste menor nas tarifas do Ceará

Agência Nacional de Energia Elétrica atendeu pedido e reduziu aumento em 50%, que passa a vigorar a partir desta quinta-feira
Rede de energia elétrica
Rede de energia elétrica

A partir desta quinta-feira (22), as tarifas da energia elétrica no Ceará passaram a sofrer reajustes que variam de 7,55% a 10,21%, a depender da faixa de consumo. A boa notícia é que o aumento poderia ser maior, caso a Enel não tivesse solicitado à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) uma redução de 50% nos reajustes, diante da pandemia da covid, que deixou muitas famílias em situação financeira crítica.

"Diante da situação crítica da pandemia e dos impactos causados na vida das famílias e nas atividades de comércios e indústrias, a companhia solicitou ao órgão regulador a inclusão de medidas para redução do percentual deste ano, que ficou cerca de 50% menor do que estava previsto. No ano passado, a empresa também solicitou alternativas para alívio das contas dos consumidores e o reajuste foi adiado por três meses", comentou a Enel, por meio de nota.

Para os clientes de baixa tensão, o reajuste será de 8,54%. No caso dos residenciais, será de 7,55%. Já para os clientes de média e alta tensão, em geral indústrias e grandes comércios, o índice aprovado foi de 10,21%.

Parcelamento de contas

A Enel tem oferecido, desde o ano passado, facilidade de pagamento de contas. Sobre as condições de parcelamento, os clientes podem realizar em até 8 parcelas, em uma das lojas de atendimento, nos canais digitais ou no Portal de Negociação. Além disso, oportunidades de cashback por meio de uma parceria com o PicPay é outro exemplo.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais