Foto de Neila Fontenele
clique para exibir bio do colunista

Colunista de Economia, Neila Fontenele já foi editora da área e atualmente ancora o programa O POVO Economia da rádio O POVO/CBN e CBN Cariri.

Hidrogênio verde: torcida e medo de frustração

Ceará já acumula 12 memorandos de entendimento firmados com conglomerados internacionais
Tipo Opinião
Local onde funcionará o hub do hidrogênio verde do complexo do Pecém (Foto: Divulgaçao)
Foto: Divulgaçao Local onde funcionará o hub do hidrogênio verde do complexo do Pecém

Empresários do Ceará guardam grande expectativa sobre os resultados da participação do Ceará na COP 26 e a missão do secretário de Desenvolvimento Econômico, Francisco Maia Júnior, na Holanda e na Dinamarca.

Há uma mistura de orgulho e torcida, mas também um certo cuidado com a possibilidade de frustração de expectativas. O histórico de decepções com a Petrobras ainda pesa, e os possíveis protocolos de intenção para investimentos são tratados por alguns grupos apenas como um caminho que se desenha, bem diferente de outros momentos quando a festa era antecipada.

No caso do hidrogênio verde, são necessárias ainda muitas ações concretas que vão além da atração de investimentos, mas passam pela criação de uma estrutura que não surge da noite para o dia. A divisão política também ajuda a alimentar a descrença, mas é preciso reconhecer a necessidade de negociações setoriais não apenas com quem está fora do estado, mas também com os agentes internos.

Apesar da ótima relação do governador Camilo Santana com as principais lideranças do estado, na área de energia, ainda existem lacunas. Um dos pontos ressaltados é a necessidade de incentivos fiscais para a microgeração de energia, fortalecendo a cadeia produtiva do setor.


Energia 

12 MEMORANDOS DE ENTENDIMENTO

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) é uma das principais apoiadoras do governo do estado no projeto de implantação do hub de hidrogênio verde. O coordenador de Energia do Sistema Fiec, Joaquim Rolim, fará hoje, na Conferência do Clima da ONU (COP26), na Escócia, uma apresentação do potencial de energias renováveis do Nordeste e os diferenciais comparativos.

Detalhe: o Ceará já acumula 12 memorandos de entendimento firmados com conglomerados internacionais. Portanto, alguma coisa tem de dar certo.

Etanol 1

REDUÇÃO DA PRODUÇÃO

Diante do aumento do preço da gasolina, o etanol poderia ser uma boa alternativa; porém, a situação de produção do setor também anda complicada. Em entrevista ao Guia Econômico da Rádio O POVO/CBN, o diretor técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Antonio de Padua Rodrigues, explica que está sendo colhida a safra 2021/2022 da região Centro-Sul, a menor dos últimos 12 anos. A queda na oferta culminou na restrição da produção de açúcar e etanol. "Vamos deixar de produzir nesta safra seis bilhões de toneladas de açúcar e mais de três bilhões de litros de etanol. Há, de um lado, a redução da oferta muito forte; do outro, a volta da mobilidade", destaca ele.

Etanol 2

PREÇOS ACOMPANHAM GASOLINA

O diretor da Unica destaca que o setor priorizou a produção do etanol anidro (adicionado à gasolina) e deixou para o mercado resolver o problema da falta de equilíbrio na oferta do etanol hidratado (utilizado nos carros flex). Resultado: o preço do etanol tem acompanhado o da gasolina. Antônio de Pádua acredita que esta situação deva permanecer até abril de 2022, quando terá início a próxima safra.

Planet Smart City

INVESTIDORES DA COLÔMBIA

Uma missão de investidores colombianos chegou hoje ao Ceará para conhecer os empreendimentos da Planet Smart City. A comitiva é da incorporadora Prodesa, que possui três décadas de experiência em construções em Bogotá, La Sabana, região Central e Caribe. O grupo foi recebido pela CEO da Planet no Brasil, Susanna Marchionni, devendo ser selada uma parceria entre as duas empresas para a construção da primeira cidade inteligente inclusiva da Planet na Colômbia.

Web Summit

EMPREENDEDOR DIGITAL

A presidente da Junta Comercial do Ceará (Jucec), Carolina Monteiro, é a representante do projeto Empreendedor Digital no Web Summit 2021, que está sendo realizado em Lisboa. Carolina aproveitou o evento para conversar com o diretor-técnico do Sebrae Nacional, Bruno Quick Lourenço de Lima. Há uma troca de informações sobre as possibilidades de aceleração das empresas no processo de digitalização, além de reunião com investidores e visitas técnicas a startups portuguesas.

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais