Foto de Sérgio Redes
clique para exibir bio do colunista

O ex-jogador Sérgio Redes, ou

Nem cara nem coroa

“Há uma pressão entre os torcedores alvinegros e parcela da mídia esportiva para que o técnico Marcelo Chamusca efetive o Arthur no time titular. A campanha tem sentido porque, quando joga, o jovem artilheiro alvinegro deixa sempre uma bola nas redes adversárias. Consultado sobre o assunto, o técnico disse que Arthur precisa ficar mais cascudo, ou seja, mais experiente. Não é só por isso. Não é fácil para um treinador colocar na reserva um atacante que, embora não esteja fazendo gols, tem moral dentro da equipe. Elton foi um dos responsáveis pela ascensão da equipe à série A, fazendo parte de um elenco que tinha como principal virtude a aplicação tática dos jogadores na marcação. Era sempre visto duplicando ou triplicando a marcação nas laterais do campo. O elenco é praticamente o mesmo, e Elton continua com as mesmas funções, pois, além de marcar, corre pelo campo todo na construção e na finalização das jogadas. Imagino que qualquer analista de desempenho se impressione com a sua movimentação. Um comentarista de resultados me pergunta. E os gols? Ele não foi contratado para fazer gols? Respondo que sim, mas o modo como o Ceará se articula no início das partidas exige do centroavante uma série de funções que, na minha leitura, Arthur ainda não domina. Fora da área, Arthur tem muito que desenvolver. Certamente, continuando nesse diapasão, vai aprender muito com o próprio Elton, que tem uma bagagem enorme, com passagens registradas em diversos clubes, entre os quais Vasco, Flamengo e Corintians. Indiscutível a presença de área do Arthur. Tem físico avantajado e percepção sensorial da trajetória da bola, associados a uma velocidade de reação que o faz estar sempre bem posicionado para as finalizações. Natural que o torcedor alvinegro espere um gol a qualquer momento. Chamusca não vai mexer no time. Está apoiado num sistema tático no qual os jogadores permanecem em constante rodízio e apresentam um bom jogo coletivo. A possibilidade de poder contar com um artilheiro como o Arthur neste momento no banco é um trunfo considerável.
Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais