Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

esportes
Opinião

Rogério Ceni, Corinthians e a historinha sobre fumaça e fogo

. SE tem, ou não, fundamento o boato espalhado, logo alastrou-se nas redes sociais, segundo o qual o Corinthians tem interesse no Ceni, para lugar do seu treinador dispensado. Tem CPF o tal boato. Citado pelo próprio presidente do clube paulista quando disse que o técnico do Fortaleza estava no rol dos mais competentes no futebol brasileiro.

.NADA além disso. Que pode não significar nada, como pode traduzir que ele está nas pretensões do Corinthians. Não vai aí uma distância tão grande entre o boato e a verdade. Como a história da fumaça e do fogo. Ceni deveria estar lisonjeado em ter seu nome citado pelo presidente corintiano. E deve. Faz parte da vaidade humana e ele, como qualquer, é vaidoso.

OUTRO NA FILA

.HÁ quem garanta, pra aumentar ainda mais a onda, de que o Athlético-PR atrás de um novo técnico também listou o nome do treinador do Fortaleza. Não é a primeira vez. O clube paranaense sempre teve uma queda por Ceni, principalmente por sua postura séria, por acertado na certo na profissão de treinador.

FATO RARO

.ALIÁS, fato raro de goleiro e ídolo terem sucesso como técnico, conforme reza a lenda. Quem quiser contar nos dedos, até deve listar qual foi o goleiro que deu certo como treinador. Que me lembre só Leão. Por criar problemas com o elenco com o qual trabalhava, não demorava tanto tempo no clube. Seu temperamento sempre foi muito forte. A diferença de postura entre Ceni e Leão, como técnico, é do tamanho da muralha da China. Como goleiros, os dois foram ótimos. Neste quesito, contudo, sou mais o Ceni, parte que me toca, por ser torcedor do São Paulo.

FORO ÍNTIMO

. CONVIDADO, ou não, sondado, talvez, a palavra final cabe ao próprio Rogério Ceni. É problema de foro íntimo. Ele já veio a público dizer desconhecer o assunto. Todos dizem a mesma coisa, nenhuma novidade, até que aconteça ou não. Quando ele deixou o Fortaleza, trocando-o pelo Cruzeiro, na medida em quem os boatos se alastravam, mais ele dizia de nada saber. Foi, não deu certo. Menos por ele. Sim porque a turma de veteranos do Cruzeiro boicotou seu trabalho. Por sinal, todos eles, dispensados pelo clube mineiro a partir de Fred, um dos líderes do movimento.

ONDE O VENTO FAZ A CURVA

.CEARÁ estará, hoje à noite, enfrentando o Brusque, na cidade do mesmo nome, lá onde o vento frio de Santa Catarina faz a curva. É pela tal Copa do Brasil, que entra em cena no apertado e atípico calendário brasileiro. Não é a primeira vez que os dois se encontram. Da vez anterior, o Alvinegro despachou o Brusque.

ATRAVESSADO NA GARGANTA

.HÁ um detalhe que não pode ser esquecido. Qual? Foi este mesmo Brusque responsável pela queda de Guto Ferreira quando dirigia o Sport. Imaginando passaria fácil pelo clube catarinense, o Sport acabou sendo despachado da Copa do Brasil. E quem pagou o pato foi o técnico Guto. Conclui-se, portanto, ter o Brusque atravessado na sua garganta. Chegou a hora do troco?

PALAVRA DE ORDEM

.PRECISOU o governador Camilo vir a público, escolhendo, justamente, o meu Trem Bala, do Canal 5, todo dia, meio-dia, e da rádio O POVO CBN, em mensagem pessoal, dar um chega pra lá na ordem vinda da CBF para que o Castelão somente fosse utilizado pelo Ceará e Fortaleza, deixando de fora o Ferroviário e o Floresta, que se prepara pra Série D.

CURTO & FINO

.CAMILO foi curto e fino, soterrando a gaiatice da CBF. O Castelão pertence ao Governo do Estado, portanto, é lá que Fortaleza, Ceará, Ferroviário e Floresta jogarão. Pediu que Mauro Carmélio fosse o portador do seu recado à CBF. O Caboclo que cuide lá do terreiro dele. No daqui, manda o Camilo. E fim de papo.

DUCHA DE ÁGUA FRIA

. CEARÁ oficializou a contratação de mais um reforço. Quando se esperava um camisa 9, eis que Robinson de Castro mandou trombetear o nome do volante Pedrinho, que também atendo por Pedro Naressi. Tudo isso em segredo como se volante provocasse algum tremor de terra. Para a torcida alvinegra teve o justo efeito de uma ducha de água fria. Volante se acha em toda esquina.

E O CAMISA 9?

.AO jornalista Eliomar de Lima, aqui da casa, em pleno aeroporto, há duas semanas, o presidente alvinegro revelou estar atrás de um camisa 9 pra reforçar o elenco no Brasileirão. Criou a expectativa, o centroavante não veio, apareceu um volante. Depois ainda tem quem diga ser a imprensa a criar fatos inexistentes só pra intranquilizar os clubes e assanhar os torcedores. Cuidado com palavra de cartola. Apostem, muito mais, num risco d'água...

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais