Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

esportes
Opinião

Copa do Nordeste: rivalidade entre nordestinos foi tragada pela poeira do tempo

Em duelas de times do Brasileirão, Fortaleza recebe o Bahia no Castelão e Ceará encara o Sport na Ilha do Retiro
Disputa pela "Orelhuda", taça da Copa do Nordeste, entra na reta final da fase de grupos
Disputa pela "Orelhuda", taça da Copa do Nordeste, entra na reta final da fase de grupos

.DOIS clássicos nordestinos em disputa, coincidência, no mesmo horário (16 horas). Só muda a geografia. Um aqui no Castelão, o outro na Ilha do Retiro. Com a diferença de que será pela Copa do Nordeste, afinal, o que nos restou para este inicio de temporada. Sim e daí, que diferença faz?

.PIOR seria se não constasse no calendário esportivo. Os clubes estariam de pernas para o ar, palitando os dentes. Nordestão surgiu exatamente com a finalidade de preencher este vácuo. Não tem a dimensão da importância que tentam dar, ainda assim, mil vezes preferível do que aguentar o Estadual.

.SE a finalidade da Copa do Nordeste foi a de ressuscitar a rivalidade de outrora entre os clubes da Região, não conseguirá. Esta rivalidade foi tragada pela poeira do tempo. Bons ventos aqueles em que Ceará, Pernambuco e Bahia travavam luta pela soberania da Região, muito mais criada pela fértil imaginação da imprensa esportiva. Bahia sempre foi superior.

.HOJE o figurino mudou. Já não é mais bem assim, embora, aparentemente, os baianos continuem ostentando (que palavra!) esta superioridade. Há uma explicação para tal fato? Existem centenas. Uma delas, talvez a principal, é a de que o futebol da Bahia está mais próximo do Sudeste. Vá lá que seja.

.PORÉM, se prevalecer, aliás, devia, o ranking da Copa do Nordeste, o futebol cearense revela-se superior. Os dois últimos títulos foram conquistados pelo Estado, sendo que o último dentro do próprio território baiano. Pernambuco sofre queda brutal, a se deduzir pelas posições de Sport e Santa Cruz, suas maiores expressões populares.

.FUTEBOL da Bahia tenta manter a pose, especialmente com o Tricolor Baiano, que hoje enfrenta aqui o Fortaleza. O Vitória, seu maior rival tateia por entre crise financeira e técnica, na tentativa de reencontrar seu rumo.

ROLETA DA SORTE

.SE a Copa do Nordeste não tem o brilho que deveria ter, menos por culpa da Liga que a chancela, mais pelo nível técnico da competição. O que se esperar mais do que isso que os clubes apresentam?

.PARTE do nosso latifúndio, afinal o que mais interessa, Ceará e Fortaleza vão bem na fita. O Alvinegro, por exemplo, é o único invicto no torneio. Pode não servir tanto de referência, mas não deixa de ser um ponto de referência. O Ceará investiu uma grana alta, algo em torno de R$ 10 milhões, cuja finalidade é dar mais robustez técnica ao seu elenco, olhando mais adiante com Brasileirão e Sul-Americana.

.FORTALEZA, mesmo às voltas com alguns problemas financeiros, procura também se fortalecer. O susto que tomou, por pouco não sendo rebaixado, serviu-lhe de lição. Se a metade dos reforços — tanto de um quanto do outro - acertarem nos couros, terão feito bom negócio. Futebol sempre foi uma roleta da sorte, girando entre o certo e o duvidoso.

CONTAS A AJUSTAR

.JOGO hoje, aqui, no Castelão, rotulado pomposamente de contas a ajustar do Tricolor daqui contra o da Bahia, por conta da última goleada sofrida (4 a 0) ano passado. Quer ir à forra agora. Bobagem pura. Não é isso que faz o torcedor se motivar, até porque não há público nos estádios. Muito menos o jogadores em campo, pouco se lixam para tal baboseira.

.SE é este jogo que traçará o destino do técnico Enderson Moreira, outra balela. Com ele, mesmo o Fortaleza desajustado nas quatro linhas, continua no topo da competição.

.ENDERSON pode até não ser esses balaios como treinador, mas, pelo sim, pelo não, vem dando certo. Neste tocante, o presidente Marcelo Paz tem razão — "Estão querendo promover tempestades inúteis numa campanha visivelmente orquestrada". Como ao clube o que interessa são os resultados, mesmo aos trambolhões, ele vem conseguindo. O resto mais é conversa de quem não tem o que fazer. Que tal plantar bananeira?"

LONGE DOS OLHOS

.CEARÁ estará na Ilha do Retiro, reduto do Sport, mesmo horário do jogo daqui, tentando manter sua invencibilidade. Guto Ferreira, rodado por vários clubes brasileiros, já dirigiu o Sport. Foi de lá que recebeu as contas. Não falta mercado pra bom treinador e Guto logo encontrou pousada no Ceará. Bingo!

.SPORT do Brasileirão para o de hoje pouco ou quase nada mudou. O técnico foi mantido. Jair Ventura, chegado a uma retranca, revelando seus pavores, não herdou do pai, Jairzinho, a herança do futebol objetivo. Ele opta pela cautela, por vezes até excessiva. Em cada cabeça, enfim, uma sentença.

.GUTO Ferreira segue esta mesma cartilha, embora injetando, em conta-gotas, um pouco mais de ousadia. Se fosse mais atrevido, e menos cauteloso, ninguém seguraria o Ceará.

.ENFIM, dois bons jogos, pondo a prova os que são, aparentemente, os mais fortes concorrentes ao título do Nordestão. Pelos meus cálculos, nem sempre confiáveis, um desses quatro chegará ao pódio. Mas, por favor, sem essa de quererem ressuscitar rivalidades. Coisas que o vento levou...

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais