Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

esportes
Opinião

Ferrão contra o Coelho do Lisca

- ÚLTIMA vez que o Ferroviário atuou em Belo Horizonte foi no mesmo Independência, onde hoje, cedo da noite, enfrenta o América-MG, aliás, proprietário do estádio.

- ALFARRÁBIOS do Miguel Júnior, guardiões da minha trêfega memória, revelam duas curiosidades. Primeira — por esta mesma Copa do Brasil, 2018, foi despachado pelo Atlético-MG, goleado por 4 a 0. Primeiro jogo, aqui, Castelão, empate em 2 a 2.

- MODELO era mata-mata, que agora só começa mais pra frente. São, afinal, 90 times. No próximo ano chegaremos aos 100. Agora é jogo único, na casa de quem for o sorteado. O América-MG ganhou esta prenda.

- INDEPENDÊNCIA, estádio de muito menor dimensão que o Mineirão, passou a sediar jogos do Galo, em nome da rivalidade feroz com o Cruzeiro, que ganhou o privilégio de priorizar o Mineirão, dividindo-o com o Galo, que não aceitou, a não ser nos grandes clássicos. Adotou o Independência, formando parceria com o América-MG, que ganhou na festa.

- POIS é lá que o Ferrão vai enfrentar o Coelho, do Lisca. Em casa há favoritismo? Sem público no estádio, as coisas se nivelam. Prevalecerá o quesito técnico. América-MG, voltou ao Brasileirão recentemente. Ferroviário permaneceu na Terceirona. Não esquecer. À noite, todos os gatos são pardos.

QUEM PODE, FAZ

- ROBINSON de Castro, pisca em organização e seriedade no trato com as finanças do Ceará, tomou decisão acertada.

- QUAL? Fretará voos diretos para jogos do Alvinegro pela Sul-Americana, total de três. Gastará uma nota alta. Como tem bala na agulha, mediu, pesou, chegou à conclusão ser melhor assim, evitando o desgastante senta-levanta.

- AGORA, trata de fazer avaliação entre as empresas, pechinchar, até bater o martelo. Os atletas alvinegros vibraram com a boa nova. Chegam no mesmo dia, voltam após a partida. Exceto primeiro jogo, que será aqui, os demais seguirão este ritual.

- QUEM pode faz e o Ceará, dentro do seu planejamento financeiro, chegou a conclusão que sairá mais caro, porém valerá a pena, pensar grande. Prejuízo tenham certeza não terá. Afinal, é seu batismo internacional. Robinson não é de dar murro em ponta de faca.

NOVA SAFRA

- FORTALEZA parece ter acertado a mão, ao trazer a dupla de volantes Jussa e Éderson. Entraram como uma luva no time, fazendo torcida esquecer a dupla Felipe e Juninho.

- FALTA agora Enderson Moreira encontrar um lugar pro Pikachu, lateral ou meia chegando. Tem lugar pra ele naquele time, por ser um jogador plural, embora tenha certa desconfiança no chamado coringa, aquele que atua em qualquer uma.

- VIDE caso do Marlon, que no Fortaleza era assim, passou-se para o Ceará, continua sem posição fixa, sem vez no time titular. E assim será por todo o sempre. Rótulo em futebol é como chapisco em parede, quer dizer, onde botar pra jogar, quebra o galho.

PERIGO À VISTA

- CBF avisou a Liga do Nordeste que este será o último ano que ajudará o Nordestão, após quase 10 anos de parceria.

- ENTIDADE (que palavra!) entra com passagens e hospedagens, o resto mais por conta da Liga, isto é, cota das partidas. Ausência de público, inserida no contexto, não traz qualquer receita ajudando na cota dos clubes. Pra completar, a Liga não tem tanta bala na agulha. Sem torcida nos estádios, piora ainda mais.

SAÍDA HONROSA

- GOLEIRO Fernando Prass, pouco gente soube, encerrou sua carreira no Ceará, após tantas camisas vestidas. Saiu sem fazer barulho. Foi à presença do presidente Robinson pra anunciar o fim da estrada.

- NÃO alardeou, mas pressentiu pelo faro que seus reflexos já não lhe obedeciam, razão pela qual perdeu a posição para o Richard. Entre ficar mofando na reserva ou sair de vez, optou pela segunda hipótese. São 42 anos nos costados, chegou ao limite do Ceni, quando atuava no São Paulo.

DOCE DE LEITE

- ASSUNTO puxa outro. Quem está, também, a caminho da aposentadoria é Wellington Paulista. Aos 37 anos, ganhou presentão do Fortaleza, renovando-lhe o contrato por dois anos.

- EXAGERO ou não — pasmem — ainda é o único que ainda sabe por onde a bola vai passar, metê-la pras redes. Os que foram experimentado ali, fracassaram todos.

- WP9, pra disfarçar os cabelos brancos, mantém a cabeça totalmente raspada. Como achar um artilheiro livre é caso raro, se não renovasse o Botafogo estava esperando por ele.

VERTENTES

- MARCHA a ré. Nome da revelação das bases, lançada pelo técnico Guto, não é João Paulo e sim João Vitor. Guto teceu-lhe comentários elogiosos. Tem duas vertentes — pode encher a cabeça do garoto de vento ou simplesmente fazer de conta que não é com ele.

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais