Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

esportes
Opinião

Copa do Nordeste: Ceará, Fortaleza e Bahia favoritos, o resto vai no par ou ímpar

Disputa pela "Orelhuda", taça da Copa do Nordeste, entra na reta final da fase de grupos
Disputa pela "Orelhuda", taça da Copa do Nordeste, entra na reta final da fase de grupos

- COPA do Nordeste chega a sua reta (quase) final com os dois clubes cearenses entre os favoritos. Teoricamente, sim. Correndo por fora, o Bahia, que é sério candidato. Depois daí, quem mais? Só na base do par ou ímpar.

- POSSIBILIDADE de alguma zebra? Remota, mas pode sim. Que graça teria o futebol sem suas surpresas desagradáveis? Nenhuma. Neste rol, inclua-se o CSA, que atua hoje, aqui, Vitória, correndo por fora, com campanha que deve ser levado à sério.

- UFANISMO demasiado sempre foi uma faca amolada de dois gumes. Em futebol se torna muito mais perigosa. Vamos aos exemplos? Time por time, o Fortaleza é superior ao CSA, seu adversário de hoje? Digamos que sim, por questão de bairrismo.

- CSA tem uma equipe afiada e bem treinada. O Tricolor ainda é uma casa desarrumada, conta e risco das indecisões do Enderson Moreira, que ainda não se fixou numa formação na qual o torcedor possa confiar. Há um punhado de gente nova posta à prova. Alguns já se firmaram. Outros tateiam.

- CLUBE alagoano joga há mais tempo junto, tem alguns bons valores, mas nada que possa assustar. Quando veio jogar aqui contra o Ceará esperava-se bem mais dele. Nunca uma equipe repete a mesma conduta de um jogo para o outro. Vantagem de atuar no Castelão é uma boa, mais pelo fator casa. Sem público, a balança pesa menos para o visitante.

FAVORITISMO?

- ESTATÍSTICAS comprovam que o Ceará, quando enfrenta o Sampaio Corrêa, quase sempre levou vantagem. Amanhã, domingo, vai com ele se defrontar mais uma vez. Teoricamente, o Alvinegro é o favorito. Tem uma equipe mais encorpada, mais entrosada.

- SAMPAIO faz boa campanha. Ampara-se neste quesito pra fazer frente ao Ceará, quem sabe pregar-lhe uma peça. Time por time, é inferior tecnicamente. Conta pontos, sim, mas não é tudo em futebol. E o que será tudo em futebol? Mistérios da meia-noite.

CORRIDA CONTRA O TEMPO

- FIGURINO do Nordestão muda a partir das quartas de final. Fácil decifrar. Jogo, tempo normal, quem vencer, segue em frente. Caso de empate, sem prorrogação, direto para os pênaltis. É para lá que o Sampaio vai tentar levar a partida, pressupondo, assim, que virá precavido dos pés à cabeça.

- NÃO está errado, reconhecer a superioridade do adversário, clube de Série A e que, logo mais, estará numa Sul-Americana. Folha alvinegra deve ser o dobro do clube maranhense quem sabe o triplo. Conta na hora da bola rolar? Sim, embora guardadas as devidas reservas.

- EMBALA-SE uma corrida contra o tempo para que a Copa do Nordeste chegue ao seu final, embora, fatalmente, será atropelada pela Sul-Americana. Entre as duas, impossível traçar um paralelo qual a mais importante. Até um leigo sabe.

CEM DIAS

- DADO a ser lembrado. Jogo, hoje, contra o CSA, Enderson Moreira estará completando 100 dias no comando do Fortaleza. Crivado de críticas por todos os lados, torcida pegando no seu pé sem lhe dar descanso, andando na contramão da lógica, mesmo assim conseguiu chegar na frente do Ceará, o maior rival.

- DE onde veio esta antipatia pelo seu trabalho até hoje nunca se descobriu. Por ter sido técnico do Ceará e fracassou? Bobagem, se no rival está acertando, mesmo aos trambolhões. Melhor ou pior que Guto Ferreira? Os números deixam a dupla emparelhadas.

- GUTO caiu na simpatia da torcida do Ceará, menos por ser mais afável que Enderson, sim pelo fato de o time por ele formatado ter encontrado o ponto do doce. Como não é de fazer invenções, apela para o trivial. Deu certo, bola pra frente. Técnico que muito mexe na formação da sua equipe vira panelão de sopa fria.

- LOGO, não esperem do Guto mais do que aquilo que vem fazendo, nem que o Enderson resolva trafegar numa rota de coerência, repetindo mesma formação. Tem técnico chegado a novas emoções. Ele está neste rol.

PEGAR OU LARGAR

- COUBE ao próprio presidente do Ceará, Robinson de Castro, tomar para si a missão de pesquisar voos fretados para as viagens da Sul-Americana. Optou pelo olho do dono, que sabe até onde o sapato aperta.

- FECHOU com a TAM, consta, 100 mil dólares, apenas para o primeiro jogo fora. Depois daí, irá barganhar ou manter a mesma empresa.

- COMO são três locais distintos, deverá haver diferença de preço. Precisamente onde Robinson se apega.

- TRADUÇÃO. Se a TAM não mexer no preço, parceria ratificada. Nesses tempos sombrios de pandemia, recomenda-se à empresa pegar ou largar. A concorrência está de olho nesta bufunfa.

- COMO são três jogos fora do Brasil, são 300 mil dólares ouvindo a conversa. Não é de se jogar fora, nem dar chance ao inimigo. Sul-Americana pode ser a segunda divisão da Commembol, mas tem lá seus encantos e desencantos.

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais