Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

Alan Neto
esportes
Opinião

Sul-Americana, Copa do Nordeste e os novos cenários que se abrem para o Ceará

Meia Vina perdeu novo pênalti no jogo Ceará x Sampaio Corrêa, na Arena Castelão, pela Copa do Nordeste
Meia Vina perdeu novo pênalti no jogo Ceará x Sampaio Corrêa, na Arena Castelão, pela Copa do Nordeste

.POR enquanto sai de cena a Copa do Nordeste, com semifinal definida (dois cearenses, dois baianos, rodada dupla sábado) pra dar lugar a um novo cenário que é a Sul-Americana, a partir de amanhã, aqui dentro no Castelão, cedo da noite.

.DETALHE curioso. O Ceará já teve chance de participar de uma Sul-Americana, fato que poucos sabiam, anos atrás, mas desistiu, ao optar pelo Nordestão. Até hoje, não se sabe muito bem a razão, mas aconteceu. Os reais motivos um dia surgirão.

.LEVANTAM-SE duas hipóteses. Ou a Copa do Nordeste, em sua efervescência, era muito muito mais importante para a conquista do título ou, por outra, a Sul-Americana não tinha tanta importância assim. Quem era o cabeça oca que estava na presidência alvinegra não vem ao caso, pouco importa e o tempo não retroage. Mas que foi uma mancada histórica, na verdade foi.

PIA BATISMAL

.DEU chance a que seu maior rival, Fortaleza, anos depois, fosse o primeiro cearense fazer jogo internacional, mesmo não sendo esses balaios todos, acabou sendo o primeiro, ano passado, na era Ceni. Infelizmente em participação única, através do modelo mata-mata. Foi eliminado pelo Independiente da Argentina. Contudo, a pia batismal foi do Tricolor.

.SEGUNDA chance, agora, o Ceará não deixou passar. Nem podia. Primeiro porque o modelo foi modificado, com seis jogos, três aqui e três lá. Depois por haver contagem de pontos, quer dizer, quem pontuar mais permanece pra etapa seguinte. Os que sobraram ficarão roendo as unhas.

FIGURINHA CARIMBADA

.INICIO será amanhã, contra o Wilstermann, da cidade de Cochabamba, tem as cores do Fortaleza, além de ser uma das figurinhas carimbadas da competição. Todo ano está lá. Vez por outra incursiona pela Libertadores, também sem grande sucesso. Seu nome foi em homenagem a um aviador famoso da Bolívia, um dos seus fundadores.

. ERA como se aqui tivesse uma clube com o nome de Pinto Martins, que deu nome ao nosso aeroporto, mas depois, com a compra pelos alemães, seu nome foi riscado. Só não conseguirão riscar o Pinto Martins da história.

.CEARÁ vem lastreado por excelente campanha no Nordestão, no qual permanece invicto há 21 jogos, no somatório de todos os jogos. Há quanto tempo? A memória bloqueia. Mas o Fortaleza, o rival maior, também está bem. Vamos ter uma semifinal bem recheada, com os dois baianos rivais contra dois cearenses rivais, tudo num mesmo dia, em horário distintos.

MINÚCIAS & CURIOSIDADES

.SOBRE a Sul-Americana e seus preciosos detalhes recorri aos préstimos de dois nerds da minha terra Maranguape — Brenno Rebouças e Sérgio Neto. Este último, único neto homem do mano Sérgio Ponte, que resolveu seguir as pegadas do pai, no quesito de pesquisador. Brenno é aquela figura múltipla, fagueira e plural, que já nasceu feito. Sem a ajuda dos dois, coitado de mim, estaria vendo navios.

.AMBOS me empanturraram de minúcias e curiosidades, montadas nas quais conheço um pouco, ou muito, quem sabe, dos adversários do Ceará. Até mesmo onde o ar da Bolívia poderá ter influência na produção dos atletas alvinegros? Pegarão dois bolivianos pela frente e um argentino. Aos dois (Brenno e Sérgio Neto), minha gratidão e afeto.

TEMPO LIVRE

.ENQUANTO o Ceará, a partir de amanhã, se embrenhará pela Sul-Americana, o Fortaleza terá uma semana de folga pra só treinar e aguardar o Bahia sábado a noite. Até lá, pode ser que o Enderson desentorte a cabeça e encontre o caminho da coerência. Seu temor é encontrar e o time perder. Preferível a saramamdaia que está dando certo.

CAIXA DE FÓSFORO

.REPÓRTER mais astuto furou a cortina de ferro do Ceará e perguntou ao Vina se ele deixará de bater pênalti.

.PRONTA resposta — "Só se o chefe mandar. Caso contrário. vou continuar batendo. Um dia a bola entra".

.VINA já perdeu tantos pênaltis, como se a trave, pra ele, se transformasse numa caixa de palito de fósforo.

.OK, ok. E a bola do ano passado, em que matas do além, por acaso, se socou? Alguém do Ceará, o Guto, por exemplo, tem coragem de encarar o Vina?

PÉROLA TRICOLOR

.BRUNO Melo. autor de um punhado de gols. é hoje, quem sabe, o maior artilheiro do mundo atuando na lateral esquerda. Se não for o primeiro, está entre eles. Imaginem se fosse atacante, tipo centroavante ou meia-esquerda avançado. vindo de trás? Caminho do gol ninguém conhece mais do que ele. Eis o caminho das índias...

BOCA DE FORNO

.PELO sim, pelo não, com o baiano Marielson no apito, Ceará não perde uma. Se não for pé de coelho, é talismã... /// FERRÃO perdeu a primeira no STJD. Queria anular o jogo, deram-lhe um chega-pra-lá. Agora só tem o caminho da Justiça Comum. Se se arriscar, pode haver represália /// ENQUANTO isso, lépido e fagueiro, o árbitro que prejudicou meu Ferrão, apitava domingo, um jogo pelo Campeonato Paulista quando merecia estar no xilindró...

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais