Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

Alan Neto
esportes
NOTÍCIA

Coincidência fez com que Ceará e Fortaleza ficassem juntos no sorteio da Copa do Brasil

.DOIS clubes cearenses (Ceará e Fortaleza), dois clubes baianos (Bahia e Vitória) desembocam na fase semifinal da Copa do Nordeste, rodada dupla, hoje, no Castelão. Mais cedo Ceará x Vitória. Um pouco mais tarde, Fortaleza x Bahia. Coitado do já estragado gramado do Castelão.

.ALGUMAS curiosidades cercam esta rodada dupla de hoje. Futebol cearense tem os dois últimos campeões da Copa do Nordeste. Dá para dizer que é o favorito sobre futebol baiano? Recomenda-se não colocar a mão no fogo neste panelão de sopa quente.

.SER finalista significa, entre outras coisas, garantir, pelo menos, meio milhão de reais na conta. O campeão embolsará o dobro, isto é, R$ 1 milhão, menos de um terço das folhas de Ceará e Fortaleza. Copa do Nordeste a cada ano tem baixa financeira. Já foi mais apetitosa neste quesito. Não demora, perde a graça.

.SE ano passado tivemos o absurdo de um Clássico-Rei na Bahia, neste ano são os rivais baianos que virão disputar a classificação aqui. Pode dar Ceará x Fortaleza na final? Sim. Assim como pode não dar. Com rivalidade, recomenda-se não tirar a terreiro.

.TIME por time, por exemplo, Ceará teoricamente é melhor que o Vitória. O Alvinegro vem embalado, não perde já faz bom tempo. O time baiano, envolto em crise financeira, resolveu apelar para a formação de uma equipe extraída das bases do clube. Deu certo e o Vitória embalou. Não chegou a esta decisão por obra do acaso, foi tangido pelos bons ventos da juventude.

.QUANTO ao Ceará, já está encorpado, tem um elenco de peso, um técnico não chegado a mudanças radicais, nem apegado a invencionices. Faz o trivial, sem mistérios, cada um assume sua posição, lute por ela, será mantido. Desconfie de treinador que a cada jogo lança uma formação diferente. Guto Ferreira não é dessa escola.

VENTO & ASSENTO

.UMA qualidade dele, Guto. Para mostrar a cada jogador que ninguém é dono da posição. Usa o critério simples do "quem vai ao vento perde o assento". Há dois exemplos frisantes — Charles, que voltou ao time após curtir longa reserva de Fernando Sobral. Como está produzindo bem, assumiu o posto.

.OUTRO exemplo é o do Pedro Naressi. Até então, a posição era do Oliveira. Contundiu-se, passou bom tempo no departamento médico. Naressi entrou contra o Sampaio Corrêa, foi ratificado diante do Wilstermann, agora o lugar é seu. Detalhe — nos dois jogos foi o melhor em campo.

.ESTA fórmula do Guto é a mais justa, premiando quem está melhor e dá certo. Não há privilégios, embora com o Vina ele não mexe, por questões óbvias. Tem sempre algum jogador que goza de tais privilégios. Exatamente aquele que pode fazer a diferença nas quatro linhas. Pesa, também, o fator contracheque. O do Vina é o salário mais polpudo do elenco alvinegro. Nas demais posições não há lugar cativo.

LUGAR AO SOL

.POUCO mais tarde, Fortaleza x Bahia. O enredo é outro. São dois tricolores de cores idênticas, mas uma coisa não tem nada a ver com a outra, mera coincidência. É na bola rolando onde reside a diferença.

.BAHIA vem mais embalado que o Fortaleza, embora tenha perdido o primeiro jogo aqui. Página virada. O elenco do Bahia tem mais peso, experiência e atua junto faz bom tempo. Dado Cavalcanti, seu treinador, não é chegado a mudanças se o time está bem entrosado.

.FORTALEZA passou uma semana só se dedicando aos treinos, tempo suficiente para que o complicado Enderson Moreira finalmente possa se fixar numa formação ideal. Ele tem o grave defeito de nunca ficar satisfeito com a produção de seu time de uma partida para outra.

.REFLETE na produção da equipe? Evidentemente. Mas Enderson é aquele tipo que anda na contramão da lógica e acaba dando certo. O Tricolor, por ele comandado, foi quem mais pontos somou na primeira fase do Nordestão. Ganhar e não convencer, preferível do que perder jogando bem. Este é o retrato do Fortaleza sob seu comando.

PONTO DE INTERROGAÇÃO

.RESULTADOS de hoje definirão os finalistas. Tanto pode dar um cearense contra um baiano, como pode dar dois baianos ou dois cearenses. São pontos de interrogações zanzando no espaço.

ESMOLA GRANDE

.PRA completar esta onda de coincidências, eis que os potes da CBF para escolha dos adversários para a próxima fase da Copa do Brasil acusou Ceará x Fortaleza, no próximo mês de junho.

.COINCIDÊNCIAS no futebol, como na vida, existem. Aliás, uma salutar coincidência em se tratando dos tradicionais rivais. Além do que está em jogo uma boa bolada pra quem for mais adiante.

.MINHA bisavó já dizia, em sua santa sabedoria — coincidência demais, é como a história da esmola grande, que até um cego desconfia.

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais