Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

Alan Neto
esportes
Opinião

Fumaça argentina e o novo técnico do Fortaleza

A coincidência, neste caso, foi só a demora da escolha, a exemplo dos cardeais quando elege o seu comandante maior.
Vojvoda acertou rapidamente com o Fortaleza
Vojvoda acertou rapidamente com o Fortaleza

- DEMOROU precisamente uma semana para que o Fortaleza, finalmente, encontrasse a solução para o comando técnico da equipe. Marcelo Paz enfiou na cabeça a ideia de querer um técnico argentino, vasculhou até encontrar um disponível, dentro do padrão financeiro do clube.

- FUMAÇA branca não exalou de nenhum clube brasileiro. Precisou vir da Argentina, por coincidência terra do Papa. Uma coisa nada tem a ver com a outra. A coincidência, neste caso, foi só a demora da escolha, a exemplo dos cardeais quando elege o seu comandante maior.

- CHAMA-SE Juan Pablo Vojvoda que nem nos planos iniciais estava. Preferido era o Ariel Holan, de passagem tumultuada pelo Santos, acabou sendo dispensado. Sua pedida extrapolou as expectativas, o jeito foi desistir. Onde encontrar um outro argentino à disposição? Vasculha daqui, cata-se ali, até que encontraram o Juan Pablo.

- QUEM indicou, ou dele se lembrou, não vem ao caso, muito menos interessa. Ao presidente tricolor, sim, pois fincou pé num argentino. Tem motivos? Deve tê-los de sobra. Paz é fã do futebol aguerrido, vibrante, agudo. Precisamente isso que ele está querendo para o Tricolor, após a catastrófica passagem do Énderson Moreira.

QUESTÃO DE GOSTO

- DISCUTIR questão de gosto é tempo perdido, especialmente para quem tem a caneta na mão. É dele a primeira e última palavra e fim de papo. Se fechou questão por um técnico argentino, de nada adiantou sugerir outras opções, especialmente brasileiras. Todos riscados do mapa. Até se duvida que tenha ouvido alguém.

- CASA do sem jeito Juan Pablo está contratado, esperando a inflamada torcida tricolor que ele dê uma nova cara e outro perfil ao time, espécie de tratamento de choque. O futebol praticado atualmente pelo Fortaleza é de uma pobreza técnica franciscana.

- JUAN Pablo deve trazer em seu alforge este perfil para gáudio do presidente Marcelo Paz. Se a prática combinar com a teoria, acertou na mosca. Se não combinar o estrago estará feito. De primeira linha Juan Pablo não é, pelo que revela seu perfil.

- COM apenas 45 anos, sua estrada começou faz pouco tempo, embora tenha zanzado por alguns clubes de seu país. Sem expressão, vá lá que seja. Mas foi num desses que eliminou o São Paulo da Libertadores e na Sul-Americana botou o Fluminense pra correr. Embora, seu maior feito tenha sido o título de vice-campeão do comando de uma equipe do Chile. Fortaleza o aguarda com um Brasileirão rolo-compresso pela frente.

- QUESITO relacionado a salários, se receberá em dólar ou não, não entro também neste mérito. É uma questão intestina, ou seja, só ao Fortaleza cabe. Consta, porém, que virá bem mais barato do que o conterrâneo Ariel, cuja Comissão Técnica era composta de sete membros. Explica-se - o patamar do ex-técnico do Santos é mais elevado. Mas precisava dessa procissão toda para auxiliá-lo?

SOPA NO MEL

- PABLO, mais modesto, trará dois auxiliares, a exemplo dos treinadores do Brasil. Caiu a sopa no mel. Era só bater o último prego do martelo, negócio fechado, que o Papa, seu conterrâneo, o proteja, a partir de quando assumir o Fortaleza.

- NUM mergulho ao túnel do tempo, lembra Miguel Jr., que na década de 60 o Fortaleza foi comandado também, por um argentino, Dante Bianchi, cuja passagem foi opaca. Na gestão de quem? Sua memória não alcançou este detalhe, quanto mais a minha em frangalhos.

CEARÁ NA ALTITUDE

- ANTES que esqueça. Recorro ao Sérgio Neto, nerd da minha Maranguape, e guardião da minha memória para assuntos de Sul-Americana, sobre o Bolívar adversário do time misto que o Ceará mandou pra enfrentá-lo, dando-se ao luxo de esnobá-lo, hoje, cedo da noite.

- BOLÍVAR é o clube de maior torcida na Bolívia, com 29 títulos nacionais conquistados. Manda seus jogos para o estádio Hermano Siles em La Paz.

- PROBLEMA da altitude, 3.637 metros acima do nível do mar, é o grande vilão dos clubes brasileiros. Tanto assim que, segundo as estatísticas, só recentemente o Palmeiras conseguiu vencer lá dentro. Os demais, antes dele, penaram. Por precaução a delegação alvinegra chegará hoje no dia do jogo. Pode até ajudar, mas não confiem tanto.

- ADVERSÁRIO do Ceará é rotulado de "La Academia" pelo seu estilo de jogo refinado. Em seus últimos jogos venceu seis, foi derrotado duas vezes. Recentemente empatou com o Wilstermann que está no seu grupo. No campeonato boliviano, contudo, não é o líder. Ocupa a segunda posição com 13 pontos.

- BOLÍVIA faz fronteira no Brasil com Corumbá no Mato Grosso do Sul e Assis Brasil no Acre. O Peru é seu vizinho mais próximo. Fica lá onde o Brasil começa, explicando assim a altitude.

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais