Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

Alan Neto
esportes
Opinião

Liva de Robinson, Guto e Vina não passa de cortina de fumaça no Ceará

Trio prestou esclarecimentos aos torcedores para tentar aplacar a fúria depois de serem xingados, em cenas lamentáveis. Mas só vitória acalma a torcida
Guto Ferreira vive momento contestado no Ceará por causa das eliminações na temporada 2021
Guto Ferreira vive momento contestado no Ceará por causa das eliminações na temporada 2021

.DIANTE do clima cada vez mais carregado no Ceará, com a torcida em pé de guerra, não só pela péssima campanha do clube no Brasileirão, quanto pelo fato de o Fortaleza ser o líder da mesma competição — o que faz aumentar ainda mais a revolta — eis que o presidente do Ceará, Robinson de Castro, resolveu vir a público na tentativa de debelar o fogo que se espalha.

. PELA via da live, palavra tão em moda no mundo virtual, reuniu em torno dele o técnico Guto Ferreira e o jogador Vina. O inusitado vem agora. O próprio presidente do Ceará posou de entrevistador, quando deveria colocar, ali, um profissional do ramo, se possível independente. Que graça tem um presidente bancar repórter se nem cacoete tem?

.INTENÇÃO de Robinson era dar uma satisfação aos torcedores, reflexo das manifestações ocorridas um dia antes, no desembarque quando os atletas foram vaiados, xingados, aquelas cenas de sempre. Alvos com especialidade, o atacante Vina, o meio-campo Charles, pródigo em distribuir botinadas e, óbvio, o técnico Guto.

BOICOTE?

.A PARTIR daí começou a sabatinar tanto um (Vina) quanto o outro (Guto). Pediu que confirmassem, ou não, estar havendo má vontade dos atletas ao trabalho do técnico. A cena ficou patética.

.PRIMEIRO, porque nenhum dos dois acusaria um ao outro, de roldão o elenco, muito menos na frente do presidente. Lá pra tantas, Robinson disparou em direção ao Vina - "Está havendo algum mal estar entre você e o Guto?". O atleta respondeu o que até um sub-11 responderia -"Desconheço completamente".

INOCENTES & PUERIS

.VIROU-SE para treinador. "E você, Guto, está por acaso sentindo algum clima de insatisfação?". O Gordiola também respondeu o óbvio. Lenga-lenga entre eles continuou com perguntas infantis e respostas pueris. Afinal, quem teria coragem de acusar quem?

.ROBINSON de Castro deu-se por satisfeito, encerrou a live com frase lapidar - "O que estão querendo mesmo é tumultuar a vida do Ceará para implantar discórdia no elenco". Bazófia. Tentou tapar o sol com a peneira. Não convenceu. Cortina de fumaça que logo se desfez diante de tanta conversa inútil, boba, jogada fora. Pura perda de tempo.

COMÉDIA PASTELÃO

. NÃO era bem isso que os torcedores queriam ouvir. Se era pra promover uma live, que fosse mais real, mais sincera, mais verdadeira. Beirou a empulhação. Ao torcedor nada acrescentou. Primeiro, porque ele não é idiota. Segundo, porque cena arranjada acaba virando comédia pastelão.

.VAMOS aos fatos reais. A bola do Vina, especialmente após a renovação de um contrato longo com bolada de dar água na boca, começou a diminuir. Este filme é reprise em qualquer situação. Contrato longo renovado, a acomodação vem a galope. Vina virou fantasma do que era antes. Tem motivos? Deve tê-los. Fase? Pode até ser, embora ninguém desaprenda de uma hora pra outra.

.O QUE o presidente devia ter cobrado dele e não o fez era mais empenho, voltar a ser o que era antes, justificar o polpudo salário que ganha, motivo desta brutal queda de produção, no rol da qual até pênalti desaprendeu a bater.

FEIRA LIVRE

.EM relação ao técnico Guto, a quem Robinson cobriu de elogios fúteis, tipo "o mais longevo treinador deste Brasileirão", era saber dele por qual razão sua cartilha tática é sempre a mesma. Se não tem em seu poder um leque de alternativas pra fazer mudar a forma do Ceará atuar. Desde que Guto chegou, o Alvinegro nunca mudou a forma de jogar, repetindo o rame-rame cansativo de sempre. Encheu.

.PELO elenco milionário que tem, o Alvinegro era pra atuar de forma aguda, objetiva, busca constante do gol, jamais passes para os lados, sem produtividade, cuja intenção, clara e óbvia, é a de não perder, para só muito depois pensar em vencer. Futebol brasileiro está expondo em feira-livre, tamanha a fartura de treinador que só sabe não perder.

.DEVERIA ter sido cobrado dele mudar urgente a cara do time, escalando-o num 4-3-3 ou num 4-2-4, pois o material humano é farto. Era isso que o torcedor queria ouvir da boca do presidente. Alegar que o Ceará é um dos raros a pagar antes do fim do mês pouca coisa acrescenta se, em campo, a equipe não rende.

LANTEJOULAS INÚTEIS

.TEM mais. Se é pra radicalizar em mudanças, que o faça. Se é o treinador o maior responsável, seja trocado. Se é de um choque em todo elenco, não se poupe ninguém. Precisamente isso que o torcedor gostaria de ter visto e ouvido, jamais troca de lantejoulas inúteis.

.INTENÇÃO pode até ter sido boa, mas os efeitos dificilmente o serão. A bola de Vina voltará a crescer se ele continuar acomodado? Guto mudará seus conceitos táticos se tem pavor a palavra ousadia? Pelo tom da live, difícil crer em mudanças radicais, embora haja sempre uma esperança. Desde que... deixa pra lá.

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais