Logo O POVO Mais
Foto de Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

Alan Neto esportes

Conjecturas para a rodada de hoje, com Santos x Fortaleza e Ceará x Corinthians

Tricolor terá um tabu em favor de si e outro contra. Já o Alvinegro vai tentar, enfim, vencer um paulista nesta légua tirana da Série A
Fortaleza tentará vencer o Santos pela primeira vez na Vila Belmiro (Foto: Divulgação / Santos FC)
Foto: Divulgação / Santos FC Fortaleza tentará vencer o Santos pela primeira vez na Vila Belmiro

BOLA rolando, afinal, o que mais interessa, os dois clubes cearenses (Ceará e Fortaleza) voltarão a campo hoje a noite. Ufa! Tricolor mais cedo, distante dos olhos da sua torcida, lá na Vila Belmiro, contra o Santos, 19 horas. Alvinegro, uma hora mais tarde, aqui, no Castelão, diante do Corinthians, em ascensão. Não seja por isso. O Ceará também deu uma subida vertiginosa, deixando para trás o espectro do rebaixamento e segue na tentativa de aumentar a conta.

PONTOS DIVERGENTES

HÁ pontos que fazem alvinegros e tricolores divergirem. Quais? O Fortaleza busca chegar entre os quatro primeiros do Brasileirão, de onde está muito próximo, embora tivesse leve turbulência, já superada. O Ceará tenta cravar definitivamente a Sul-Americana, mesmo à guisa (que palavra!) de consolo, convenhamos, aliás, um bom consolo. Lá o Alvinegro esteve ano passado e não se arrependeu.

SUBIDAS & DESCIDAS

FORTALEZA terá pela frente um Santos não cambaleante, é verdade, mas numa campanha caracterizada por altos e baixos. De repente, dá uma boa subida, assim como, de repente, tem uma descida inexplicável, isso é muito próprio de equipes irregulares, aquelas que nunca seguem em linha reta numa competição.

NOVOS VOOS

DIFERENTEMENTE do Tricolor, querendo alcançar novos voos e outros objetivos bem mais salutares. Vantagem do Santos é atuar na Vila Belmiro, estádio que pouco cresceu em suas dimensões, virando quase um alçapão. Não deixa de ser um fator positivo para quem atua em seus domínios. Mas quem disputa um Brasileirão deve estar preparado para tudo pois os obstáculos são muitos. Não fora assim que graça teria?

RETRATO (IN)FIEL

PARA os que adoram colecionar superstições, e são incontáveis, lá se vão algumas pequenas.

ATENTEM e, se for o caso, anotem. O Tricolor não perde para o Peixe há precisamente seis jogos, conforme revelam os alfarrábios implacáveis do minucioso Miguel Júnior. Mas reparem para este outro detalhe.

ESSES seis jogos percorreram — pasmem — 15 anos. Há uma explicação, claro. A soma dos anos de vitórias do Fortaleza são apenas em competições nacionais. Mas em que outro torneio poderia ser, se a dupla só se encontra em Brasileirão, aqui e acolá Copa do Brasil, se é que já aconteceu?

O ALÇAPÃO

ANTES que eu esqueça, tem mais outra curiosidade. Dentro da Vila Belmiro, onde atua hoje, o Fortaleza jamais venceu o Santos. Todas as vitórias acumuladas foram aqui, à época do PV e, agora, Castelão. A Vila sempre foi uma espécie de alçapão, ou seja, o Santos se sente bem à vontade, por motivos óbvios. Afinal, é lá onde realiza todos os seus treinamentos e jogos, conhece, cada palmo do terreno. Pode até não ser prenúncio de vitória, mas que ajuda a quem está em casa, nem se discute.

DONO DA CASA

AQUI, uma hora depois, será vez do Ceará entrar em campo para dar combate ao Corinthians. Há, entre os dois, uma salutar coincidência. Tanto um quanto o outro estão em subida. O Alvinegro, dono da casa, após Tiago Nunes conseguir dar uma arrumada nos móveis, mudando a mobília da casa.

PEGOU um Ceará aos pandarecos e qualquer um sabe que, em situações assim, torna-se tarefa difícil retomar o rumo da estrada. Pelo sim, pelo não, Tiago tem conseguido este feito, mesmo que na base do conta-gotas. Não mudou o estilo da equipe de atuar, mas lhe deu uma injeção psicológica, mexendo com os brios do elenco. Neste quesito, por ter facilidade de expressão, somada, evidente, aos seus conhecimentos, percebe-se claramente uma outra cara da equipe.

CORINTHIANS que começou a competição de forma trôpega ganhou fôlego depois que Sylvinho ganhou reforços. Não brilha, nem empolga, mas também não decepciona. Não tem um grande time, mas o atual vem dando para os gastos.

SEM esquecer que, dentro do Castelão, o Ceará é um bom mandante. Vina, seu melhor jogador, está conseguindo superar a má fase pela qual passou e, com ele bem, as coisas funcionam. Há dúvidas ainda, mas a essa altura do campeonato, em sua reta final, não há mais jeito a não ser esperar pelo que virá (ainda) pela frente.

HÁ outro detalhe nada interessante. Vamos a ele? Neste Brasileirão, nem em casa, muito menos fora, o Ceará não venceu nenhum clube paulista. O Corinthians pode ser o primeiro? Em futebol, é pecado venial fazer previsões. Nem as pessimistas, quanto mais as otimistas.

 

Foto do Alan Neto

Não para... Não para... Não para de ler. Acesse minha página e clique no sino para receber notificações.

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"