Logo O POVO+
A disputa entre Veneziano e João pode favorecer Lula?
Foto de Augusto Teixeira Júnior
clique para exibir bio do colunista

Augusto W. M. Teixeira Júnior é cientista político, professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política e Relações Internacionais da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e do Departamento de Relações Internacionais da mesma instituição

A disputa entre Veneziano e João pode favorecer Lula?

Se ao visitar Campina Grande Lula suaviza a sua imagem junto a lideranças religiosas, possivelmente mais afeitas à Bolsonaro, traz para si um potencial eleitorado cativo de Veneziano e de sua família
Tipo Opinião

No início de agosto, Campina Grande recebeu a visita do presidenciável Luís Inácio Lula da Silva. Visita inicialmente programada para ocorrer na capital, João Pessoa, Lula teve o seu roteiro na Paraíba alterado por boas razões de estratégia eleitoral e sinais para seus aliados. Não obstante Campina Grande seja conhecida como um reduto de posições políticas tradicionalmente avessas ao PT, como representadas pelo PSDB dos Cunha Lima e diversos expoentes da direita paraibana, a "Rainha da Borborema" é também importante reduto eleitoral do senador Veneziano, candidato a governador do estado.

Analisando a partir de um cenário mais amplo, a visita de Lula à Campina, neste momento, sinaliza não apenas o apoio ao supracitado senador, mas reforça o entendimento de que o peso de seu nome na disputa eleitoral será usado e muito pelo MDB de Veneziano e por Ricardo Coutinho, concorrente ao Senado pela Paraíba.

Entretanto, a visita de Lula a Campina não pode ser vista como produzindo um "jogo de soma zero". Se ao visitar Campina Lula suaviza a sua imagem junto a lideranças religiosas, possivelmente mais afeitas à Bolsonaro, traz para si um potencial eleitorado cativo de Veneziano e de sua família. Por sua vez, Campina Grande e João Pessoas, as duas maiores e mais importantes cidades da Paraíba, são praticamente dois tabuleiros distintos desse jogo eleitoral.

É na capital, João Pessoa, que João Azevedo do PSB assenta expressivo potencial eleitoral. Em eleições anteriores, PT e PSB cooperaram, sendo inclusive Azevedo egresso do núcleo político de Coutinho, outrora no PSB paraibano. Nesse contexto, se a visita de Lula à Campina Grande sinaliza apoio a Veneziano, também não queima pontes entre o petista e o PSB na capital.

A sustentação desse equilíbrio na ambiguidade poderá ser conseguida exatamente pelo vice de Lula, Geraldo Alckmin (PSB). O político paulista não apenas estará presente na convenção que deverá homologar a candidatura de João à reeleição, como, sem dúvida alguma, trará consigo a imagem e a memória de Lula como trunfo eleitoral oferecido aos dois disputantes ao governo do estado da Paraíba. Um resultado dessa complexa equação poderá ser que da disputa entre Veneziano e João, Lula poderá ganhar, mesmo que indiretamente, dois palanques nos principais colégios eleitorais do estado. n

 

Foto do Augusto Teixeira Júnior

Ôpa! Tenho mais informações pra você. Acesse minha página e clique no sino para receber notificações.

O que você achou desse conteúdo?