Foto de Clovis Holanda
clique para exibir bio do colunista

É editor de cultura, entretenimento e do conteúdo social produzido e publicado pelo O POVO. Sua coluna trata de economia, política e costumes a partir de personagens em evidência no Ceará, Brasil e no mundo.

"O Brasil vive o legado dos 35 anos de social-democracia"

Tipo Opinião
Nailde Pinheiro e Jocélio Leal (Foto: divulgação)
Foto: divulgação Nailde Pinheiro e Jocélio Leal

Lide Ceará realizou, na última quarta-feira, mais uma edição do seu almoço empresarial. Palestrantes convidados foram o empresário Salim Mattar (ex-secretário de Desestatização do Governo Federal, fundador e presidente da Localiza) e o administrador e advogado Paulo Uebel (ex-secretário Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia). "Novos caminhos para transformar o cenário sócio-econômico do País" foi o tema proposto.

Salim, dono de uma das empresas mais valiosas do Brasil e com atuação em vários países, iniciou sua fala se declarando um cidadão que "dorme e acorda inconformado e revoltado" com o Brasil. Após ter passado 19 meses atuando no Governo Federal, disse que esperava assistir a uma "transformação profunda" do Brasil. O que, em sua visão, não ocorreu, nem está em curso.

Na sua análise, a culpa está num processo de 35 anos em que, segundo sua ótica, o País está sob o comando de forças políticas fincadas na social-democracia, algumas um pouco mais à direita, outras à esquerda, mas nenhuma voltada a uma nova visão de Nação.

Citou presidentes desde a redemocratização e inclui Bolsonaro no bojo dos que dão continuidade ao "sistema" da máquina pública, que apelidou de "ameba". Citou a necessidade de reformas, rupturas, mudanças em todas as áreas.

Localizou a "culpa" pela "bagunça institucional" e o atual estado das coisas no Congresso, no Supremo Tribunal Federal, na imprensa, que em sua visão joga "contra o País" por interesses próprios. Sobre Bolsonaro, frisou que, após 19 meses em Brasília, concluiu que o Chefe da Nação tem pouco poder nas mãos, tudo depende da boa vontade de congressistas.

Citou uma suposta "dominação ideológica de esquerda" das escolas e universidades com mais um motivo para o atraso do avanço da Nação e questionou: "Se Lula e Dilma gostam tanto de pobres porque não acabaram com o analfabetismo?".

Após deixar Brasília, por motivo que não externou, decidiu em acordo com a família se distanciar das funções executivas e dedicar seus dias a uma transformação político-social do Brasil à luz do liberalismo. Em suma, foi o que disse.

Paulo Uebel transcorreu sobre projetos de lei, marcos regulatórios e outras matérias aprovadas ou em tramitação que garantirão um ambiente "destravado" e propício aos negócios no País. Informou que acaba de abrir uma nova empresa, ancorado na confiança que tem no futuro "a médio e longo prazo".

Criticou a carga tributária, o tamanho do Estado, reafirmou a dificuldade de governabilidade do presidente em virtude do sistema, dentre outros pontos. Deixou a função pública por um "fechamento de ciclo", sem detalhes.

Explanações foram seguidas de perguntas e intervenções dos convidados, aberta pela presidente da entidade, Emília Buarque, depois Otacílio Valente, João Fiúza, Silvio Frota, Cláudia Majela, Lúcio Carneiro Filho, Águeda Muniz, dentre outros, com suas contribuições e leituras do momento.

Hora do café. Parti.

É do Ceará

Modelo Sarah Berger, uma das revelações do Ceará nas passarelas internacionais, em desfile para a Nº 21, no primeiro dia da Semana de Moda de Milão, iniciada nesta quarta-feira na capital mundial da moda. Presença de brasileiras, expressando as multietnias do País, já é apontado pela press da área como uma das marcas desta edição do evento.

Sarah Berger para a Nº 21 na Semana de Moda de Milão
Sarah Berger para a Nº 21 na Semana de Moda de Milão (Foto: reprodução )

Anuário do Ceará 2021

Nailde Pinheiro e Jocélio Leal
Nailde Pinheiro e Jocélio Leal (Foto: divulgação)

Editor-geral do Anuário do Ceará, jornalista Jocélio Leal entregou na quarta-feira, à desembargadora Nailde Pinheiro, presidente do TJ-CE, a edição 2021-2022 da publicação, a ser lançada na próxima segunda-feira, 27. Magistrada participará da cerimônia de lançamento da obra, às 18 horas de segunda, com a presidente do Grupo O POVO, Luciana Dummar. Solenidade será transmitida pelo portal e via redes sociais do O POVO.

Enquanto houver sol...

Inaugurado em março, o Porto das Dunas Praia Hotel é roteiro de charme de quem busca relax perto da Capital e uma gastronomia especial. Com menu assinado pelo chef Élcio Nagano, restaurante DuMah, no hotel, segue o estilo regional contemporâneo. No último fim de semana, cruzei por lá com alguns amigos...

Denise Lafuente e Álvaro Antonio Mello
Denise Lafuente e Álvaro Antonio Mello (Foto: Clovis Holanda)

Victor Costa, Domenica Gambiragi e Élcio
Victor Costa, Domenica Gambiragi e Élcio (Foto: Clovis Holanda)

Feliz aniversário hoje para: chef e colunista de gastronomia do O POVO, Bernard Twardy; empresária da moda e da beleza, Patrícia Dias; e para Sérgio Benevides Filho. Saúde!

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais