Eliomar de Lima
clique para exibir bio do colunista

O jornalista Eliomar de Lima escreve sobre política, economia e assuntos cotidianos na coluna e no Blog que levam seu nome. Responsável por flashes diários na rádio O POVO/CBN e na CBN Cariri.

NOTÍCIA

Quatro pessoas morrem durante invasão ao Congresso dos EUA

Em mensagem nas redes sociais, o presidente Donald Trump pediu que os seus partidários protestassem "pacificamente" e que confiassem nas forças de segurança americanas. Entretanto, momentos antes, houve vandalismo e confrontos
Os apoiadores de Donald Trump invadiram uma sessão do Congresso realizada nessa quarta, 6 de janeiro, para certificar a vitória de Joe Biden nas eleições (Foto de Camille CAMDESSUS / AFP)
Os apoiadores de Donald Trump invadiram uma sessão do Congresso realizada nessa quarta, 6 de janeiro, para certificar a vitória de Joe Biden nas eleições (Foto de Camille CAMDESSUS / AFP)

Quatro pessoas morreram durante a invasão de extremistas apoiadores de Donald Trump ao Capitólio, edifício sede do Congresso dos Estados Unidos, nessa quarta-feira. A informação é da polícia de Washington, adiantando que 14 agentes de segurança acabaram feridos. Entre os mortos, está uma mulher apoiadora de Trump baleada pela guarnição que faz a segurança do Capitólio. Ela foi atendida no em hospital, mas não resistiu aos ferimentos. As autoridades não deram outros detalhes sobre as demais vítimas; segundo a polícia, elas sofreram "emergências médicas" do lado de fora do edifício.

A emissora de TV KUSI, de San Diego, na Califórina, falou com o marido da mulher morta e a identificou como a veterana de guerra Ashli Babbit, que serviu por 14 anos na Força Aérea. Ele disse que ela era "muito patriota e grande apoiadora de Trump".

Em mensagem nas redes sociais, o presidente Donald Trump pediu que os seus partidários protestassem "pacificamente" e que confiassem nas forças de segurança americanas. Entretanto, momentos antes, houve vandalismo e confrontos durante a tentativa de invasão, quando extremistas conseguiram ultrapassar as barreiras de segurança e entrar no Capitólio.

(Com Agências e G1)

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais