Foto de Eliomar de Lima
clique para exibir bio do colunista

O jornalista Eliomar de Lima escreve sobre política, economia e assuntos cotidianos na coluna e no Blog que levam seu nome. Responsável por flashes diários na rádio O POVO/CBN e na CBN Cariri.

Tasso recebe apoio de senadores para a CPI da Covid

"A instalação da CPI no Senado tornou-se inadiável. Não podemos ficar omissos diante dessas irresponsabilidades que colocam em risco a vida de todos brasileiros", comentou o senador do Ceará, sobre as aglomerações provocadas no Ceará na visita de Bolsonaro aos municípios de Tianguá e Caucaia, na sexta-feira
Tipo Notícia
Tasso Jereissati é senador do Ceará e pré-candidato à Presidência da República (Foto: )
Foto: Tasso Jereissati é senador do Ceará e pré-candidato à Presidência da República

"Senadoras e senadores, o presidente Bolsonaro esteve no Ceará, na sexta-feira, quando cometeu pelo menos dois crimes contra a saúde pública, ao promover aglomerações sem proteção e ao convocar a população a não ficar em casa, desafiando a orientação do Governo do Estado e ainda ameaçando o governo de não receber o auxílio emergencial. Desta maneira, a instalação da CPI no Senado tornou-se inadiável. Não podemos ficar omissos diante dessas irresponsabilidades que colocam em risco a vida de todos brasileiros".

A situação de emergência pela CPI da Covid, de acordo com o alerta do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), ganhou a adesão nesse sábado (27) de 12 senadores de oito diferentes partidos no Senado.

Após a postagem do senador do Ceará, os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Humberto Costa (PT-PE), Otto Alencar (PR-BA), Eduardo Braga (MDB-AM), Vital do Rêgo (MDB-PB), Jean Paul Prates (MDB-RN), Confúcio Moura (MDB-RR), Mecias de Jesus (Republicanos-RR), Eliziane Gama (Cidadania-MA), Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Zenaide Maia (PROS-RN), Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) manifestaram apoio à imediata instalação da CPI.

"Isto, mestre Tasso. Dói na alma estas coisas. Ainda bem que temos governadores e prefeitos que cumprem seus deveres", comentou Confúcio Moura.

"O Brasil já ultrapassou os 250 mil mortos e vamos ter lamentavelmente próximos dias muito graves em mortes e colapso da rede pública em vários estados", lamentou Eduardo Braga.

"(Bolsonaro) afronta os governadores que estão na ponta cuidando da saúde nos estados, cabe ao Senado, a Casa da federação, contestar essa ação equivocada", escreveu Otto Alencar.

"Concordo e apoio a iniciativa do senador Tasso", destacou Oriovisto Guimarães.

"Concordo com Tasso Jereissati. Agora mais do que nunca sobejam razões para instalar a CPI", ressaltou Randolfe Rodrigues.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais