Foto de Eliomar de Lima
clique para exibir bio do colunista

O jornalista Eliomar de Lima escreve sobre política, economia e assuntos cotidianos na coluna e no Blog que levam seu nome. Responsável por flashes diários na rádio O POVO/CBN e na CBN Cariri.

Assembleia Itinerante: Icó poderá ganhar Procuradoria da Mulher

A programação também contou com a segunda edição do Festival de Arte e Cultura da Assembleia Itinerante, que premiou 12 artistas da região
Tipo Notícia
Assembleia Itinerante esteve em Icó (Foto: DIVULGAÇÃO)
Foto: DIVULGAÇÃO Assembleia Itinerante esteve em Icó

"Em três dias de evento, o Parlamento Estadual levou à população icoense, e dos demais municípios do Centro-Sul, feira de serviços, cursos, palestras e apresentações artísticas. Durante a sessão, além da votação de projetos importantes para o Estado, assumimos o compromisso pela implantação da Procuradoria da Mulher em Icó".

O relato é do presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Evandro Leitão (PDT), nesta quinta-feira (21), ao avaliar o encerramento da Assembleia Itinerante em Icó, a 375 quilômetros de Fortaleza.

A programação também contou com a segunda edição do Festival de Arte e Cultura da Assembleia Itinerante, que premiou 12 artistas da região. A premiação foi entregue durante sessão solene no Teatro da Ribeira dos Icós.

O deputado Tin Gomes (PDT), presidente do Conselho de Altos Estudos e Assuntos Estratégicos da Assembleia Legislativa, órgão à frente do evento, destacou a atuação da Casa, a partir de iniciativas como o festival, aproximando o Legislativo e os parlamentes da população cearense.

 

Vencedores

A solenidade de premiação contou com apresentação da artista que conquistou o 1º lugar na categoria Música Regional ou Folclore, Dona Ana da Rabeca, de 72 anos. Ela, que é de Umirim, apresentou no festival a obra "Balance eu".

O 2º e o 3º lugares da categoria foram, respectivamente, para Antônio Lázaro Gomes de Alencar, de Saboeiro, com a obra "Costumes do Sertão", e Mestre Ramon Rodrigues dos Santos, de Acopiara, com a obra "Zumbi dos Palmares".

Na categoria Música Popular Brasileira (autoral), o 1º lugar foi de Yan Juan Teixeira Holanda, de Ipaumirim, que apresentou a obra "Imenso". O 2º lugar foi para os artistas de Quixelô, Matheus Ribeiro, Francisco Wagner, Samuel Laurentino e Aldair Barbosa, com a obra "Cohab/Batalhas". Já o 3º lugar foi para Rafaela de Sousa Paz, de Jucás, com a obra "No mesmo bar".

Artistas de três municípios foram contemplados na categoria Repentes e Cantorias. O 1º lugar, de Jonas Bezerra e Joás Rodrigues, de Iguatu; o 2º lugar, de José Soares Lima e Luís Lopes da Costa, de Jucás, e o 3º lugar, de Heraldo José da Silva, de Quixelô.

A categoria Humor teve Rogério Leodório do Carmo, de Iguatu, e sua obra "Compadre Cabaça" como 1º lugar. A apresentação "Palhaço Topa Tudo", de Rozias Ticiano Soares, de Icó, conquistou o 2º lugar e, natural de Saboeiro, Valderino Jacó, de 82 anos, foi o 3º lugar, com a "Dança com boneca".

Ao longo da realização do festival, a importância de iniciativas como o evento para a retomada das atividades e para a autoestima da população foi destacada. A primeira edição do Festival de Arte e Cultura aconteceu em setembro, na cidade de Itapipoca, durante atividades da Assembleia Itinerante na região.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais