Logo O POVO Mais
Foto de Eliomar de Lima
clique para exibir bio do colunista

O jornalista Eliomar de Lima escreve sobre política, economia e assuntos cotidianos na coluna e no Blog que levam seu nome. Responsável por flashes diários na rádio O POVO/CBN e na CBN Cariri.

OAB-CE promove seminário com presença do filho de Vladimir Herzog

O evento será realizará nesta sextg-afeira, das 15 às 17 horas, na sede da Ordem
Tipo Notícia
ivo Herzog (Foto: Arquivo)
Foto: Arquivo ivo Herzog

Para celebrar o Dia Internacional dos Direitos Humanos, a OAB Ceará realizará nesta sextg-afeira, das 15 às 17 horas, em suas sede, o Seminário Direitos Humanos, Memória e Verdade - Caso Herzog – Impacto no Contexto Democrático Atual. O evento presencial seguirá todos os protocolos sanitários de acordo com o decreto estadual vigente.

No seminário, coordenado pela Comissão de Direitos Humanos da Ordem, haverá a participação de Ivo Herzog, filho do jornalista Vladimir Hezog, morto durante a ditadura militar. Ele proferirá palestra na qual fará uma retrospectiva histórica, mostrando o contexto atual da democracia.

“Dentro deste processo, irei mostrar qual tem sido a colaboração do Instituto Vladimir Herzog na defesa da democracia no Brasil”, explica Ivo. Na ocasião, também serão lançados dois livros: “Dossiê Herzog - prisão, tortura e morte no Brasil” e “As Heroínas Desta História”.

De acordo com o presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB, Hélio Leitão, nestes tempos de negacionismo histórico, a OAB Ceará cumpre um papel importante de manter viva a memória dos crimes e horrores da ditadura. “O assassinato do jornalista Vladimir Herzog é um marco cruel e doloroso da luta contra o arbítrio no país. Não esqueçamos. Ditadura nunca mais”, conclamou.

Para a presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB Ceará, Leila Paiva, o momento do Brasil impõe lembrar tudo que aconteceu no período de 1964 a 1985. “Fazer memória das atrocidades cometidas é papel de toda a sociedade para que defendamos com veemência as garantias democráticas tão arduamente conquistadas. A OAB sempre foi determinante nesse processo e no dia internacional dos direitos humanos faz seu papel e traz para debater a luta de Vladimir Herzog, que representa muito bem todo o período de ditadura militar que vivemos”, afirmou.

Foto do Eliomar de Lima

Informação atual é como pão quente. Bom demais. Acesse minha página e clique no sino para receber notificações.

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"