Foto de Eliomar de Lima
clique para exibir bio do colunista

O jornalista Eliomar de Lima escreve sobre política, economia e assuntos cotidianos na coluna e no Blog que levam seu nome. Responsável por flashes diários na rádio O POVO/CBN e na CBN Cariri.

Veja como votaram os deputados na Reforma da Previdência estadual

Assembleia Legislativa do Ceará aprovou uma série de mudanças no regime previdenciário dos servidores estaduais
 (Foto: O POVO)
Foto: O POVO

Foi aprovado nesta quinta-feira, 19, uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 17/19 e um Projeto de Lei Complementar (PLC) 29/19 que alteram as regras da Previdência do Estado. Saiba o que essas mensagens significam e como os deputados da casa se posicionaram durante votação.

PEC 17/19

Um projeto de emenda constitucional modifica a constituição de um Estado. No caso da PEC 17, aprovada por 33 votos a favor contra 8 contrários, a proposta aumenta a idade mínima para aposentadoria de servidores, de 60 para 65 entre homens, e de 55 para 62 entre mulheres.

Como os deputados votaram a PEC 17/19

Quem votou a favor: Fernando Santana (PT) , Bruno Gonçalves (PL), Evandro Leitão (PDT) , Aderlânia Noronha (SD), Patrícia Aguiar (PSD), Romeu Aldigueri (PDT), Acrísio Sena (PT), Andre Fernandes (PSL), Antonio Granja (PDT), Agenor Neto (MDB), Audic Mota (PSB), Augusta Brito (PCdoB), Bruno Pedrosa (PP), Davi de Raimundão (MDB), Delegado Cavalcante (PSL), Dra. Silvana (PL) , Elmano Freitas (PT), Erika Amorim (PSB), Fernando Hugo (PP), Guilherme Landim (PDT), Jeová Mota (PDT), João Jaime (DEM), Júlio César Filho (sem partido), Leonardo Araujo (MCP), Lucilvio Girão (PP), Manoel Duca (PDT), Marcos Sobreira (PDT), Moises Braz (PT), Nelinho (PSDB), Nezinho Farias (PDT), Nizo Costa (PSB), Oriel Nunes Filho (PDT), Queiroz filho (PDT), Sérgio Aguiar (PDT), e Walter Cavalcante (MDB).

Absteve o voto: José Sarto (PDT), Apostolo Luiz Henrique (PP), Delegado Cavalcante(PSL) e Tin Gomes (PDT).

Votou contra: David Durand (sem partido), Dr. Carlos Felipe (PC), Fernanda Pessoa (PSC), Heitor Férrer (SD), Nelinho(PSDB), Renato Roseno (PSOL), Soldado Noélio (PROS) e Vitor Valim (PROS).

PLC 29/19

O projeto de lei complementar foi criado para ser adicionado às normas constitucionais. Ele deve ser aprovado pela maioria do total de membros da Casa Legislativa, apresentando possibilidades de regulamentação na constituição. No caso do PLC 29/19, aprovado por 34 votos a favor contra 8 contrários, foi alterado, entre outros, os cálculos quanto a pensão por morte e o sistema de pontos, que permitem a aposentadoria.

Como os deputados votaram PLC 29/19

Quem votou a favor: Fernando Santana (PT), Bruno Gonçalves (PL), Evandro Leitão (PDT), Aderlânia Noronha (SD), Patrícia Aguiar (PSD), Romeu Aldigueri (PDT), Acrísio Sena (PT), Andre Fernandes (PSL), Antonio Granja (PDT), Agenor Neto (MDB), Audic Mota (PSB), Augusta Brito (PCdoB), Bruno Pedrosa (PP), Davi de Raimundão (MDB), Delegado Cavalcante (PSL), Dra. Silvana (PL), Elmano Freitas (PT), Erika Amorim (PSB), Fernando Hugo (PP) votou a favor, Guilherme Landim (PDT), Jeová Mota (PDT), João Jaime (DEM), Júlio César Filho (sem partido), Leonardo Araujo (MCP), Lucilvio Girão (PP), Manoel Duca (PDT), Marcos Sobreira (PDT), Moises Braz (PT), Nezinho Farias (PDT), Nizo Costa (PSB), Oriel Nunes Filho (PDT), Queiroz Filho (PDT), Sérgio Aguiar (PDT) e Walter Cavalcante (MDB).

(O POVO Online)

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais