Foto de Fernando Graziani
clique para exibir bio do colunista

Editor Chefe de Esportes do O POVO; apresentador do Esportes do Povo no Canal FDR e nas rádios O POVO CBN e CBN Cariri e plataformas digitais; comentarista de esportes da Rádio O POVO CBN/CBN Cariri. Além de Comunicação, é formado em Direito

Com investidores, Fortaleza tentará plano para compra de Benevenuto e Ederson

O planejamento, inclusive, já começou
Tipo Opinião
Benevenuto comemora gol do Fortaleza marcado diante do Palmeiras, no Allianz Parque, pela 15ª rodada do Brasileirão.  (Foto: Bruno Oliveira / Fortaleza EC)
Foto: Bruno Oliveira / Fortaleza EC Benevenuto comemora gol do Fortaleza marcado diante do Palmeiras, no Allianz Parque, pela 15ª rodada do Brasileirão.

Marcelo Benevenuto e Ederson foram duas das contratações do Fortaleza para a temporada 2021 que acertaram contratos com o clube por um período curto - até o fim do ano - e por empréstimo. Ambos têm tido um ótimo desempenho sob o comando de Vojvoda, estão entre os atletas mais elogiados pelos torcedores e a ideia do Tricolor, apesar dos altos valores envolvidos, é tentar um plano financeiro para comprar os direitos econômicos dos atletas.

Com campanha notável, Fortaleza realiza melhor primeiro turno nordestino na Série A por pontos corridos

O planejamento, inclusive, já começou. Como se tratam de operações complicadas do ponto de vista de custo, especialmente no caso de Ederson, o clube sabe que não pode pensar no assunto apenas momentos antes do final dos contratos, justamente para que as chances de sucesso aumentem.

Dirigido com bastante responsabilidade financeira pelo presidente Marcelo Paz, o Fortaleza não tem como arcar com tais compras levando em consideração as receitas e despesas projetadas para 2022. Seria uma loucura financeira sem nenhum sentido. Assim, a única forma de conseguir adquirir os direitos de ambos é com sociedade com investidores, que já estão sendo prospectados no mercado. Até o fim do ano o clube deseja ter prontas propostas e condições.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais