Foto de Fernando Graziani
clique para exibir bio do colunista

Editor Chefe de Esportes do O POVO; apresentador do Esportes do Povo no Canal FDR e nas rádios O POVO CBN e CBN Cariri e plataformas digitais; comentarista de esportes da Rádio O POVO CBN/CBN Cariri. Além de Comunicação, é formado em Direito

Como o G-6 pode virar G-9 na Série A e deixar Fortaleza e Ceará ainda mais perto de competições internacionais

Flamengo, por exemplo, está muito perto de chegar na final da Libertadores.
Tipo Opinião
David e Sobral disputam lance em Clássico-Rei (Foto: Aurelio Alves)
Foto: Aurelio Alves David e Sobral disputam lance em Clássico-Rei

Além de procurar fazer a melhor campanha possível no Brasileirão, Ceará e Fortaleza hoje estão estruturados e brigam por vagas para competições internacionais organizadas pela Conmebol.

De início, pelo regulamento, a Série A do Campeonato Brasileiro concede seis vagas para a Copa Libertadores de América da temporada seguinte. Assim, os quatro primeiros colocados da competição estão garantidos na fase de grupos, enquanto o quinto e o sexto colocados disputam a Pré-Libertadores. Para a Sul-Americana também são seis vagas, inicialmente do 7º até o 12º colocado.

No decorrer do ano, outros torneios vão sendo realizados - notadamente Copa do Brasil, Sul-Americana e Libertadores - e dependendo dos campeões e suas respectivas colocações na Série A, o G-6 inicial tem potencial para se tornar G-7, G-8 ou até G-9, empurrando igualmente para as classificações abaixo a zona de vagas para a Sul-Americana.

Vamos lá.

O Flamengo, por exemplo, está muito perto de chegar na final da Libertadores. Nesta quarta-feira bateu o Barcelona-EQU por 2 a 0, na ida da semifinal. Caso se confirme, encontrará como rival Atlético-MG ou Palmeiras. Assim, o título ficará no Brasil e o campeão vai para a Libertadores 2022 como dono da taça, abrindo uma vaga na Série A justamente porque qualquer um deles está entre os seis primeiros colocados. Surgiria assim o G-7.

Já o Red Bull Bragantino abriu vantagem no jogo de ida da semifinal da Sul-Americana. Hoje o Bragantino é o 5º colocado da Série A. Caso seja campeão e se mantenha entre os primeiros colocados, também abriria uma outra vaga, formando assim o G-8. Outro brasileiro também está na disputa, o Athletico-PR, atual 10º lugar, fora da zona de classificação para a Libertadores, portanto.

Por fim, ganha uma vaga direta na fase do grupos para a Libertadores 2022 o time que for campeão da Copa do Brasil. Estão na luta pela taça o Fortaleza, o Atlético-MG, o Flamengo e o Athletico-PR. Se o clube que ficar com o título estiver entre os primeiros ao final da Série A, também abrirá outra vaga, criando o G-9.

Nesta situação, as vagas via Brasileirão, para a Sul-Americana de 2022, seriam preenchidas do 10º ao 15º colocados. Portanto, além dos rebaixados, apenas o 16º lugar na Série A não iria para uma competição internacional em 2022.

Atualmente o Fortaleza é o quarto colocado na primeira divisão e o Ceará está na décima terceira posição.

Leia também:

Ceará busca melhora ofensiva diante da Chapecoense, defesa mais vazada da Série A

Fortaleza está no top 20 dos clubes da América do Sul com mais interações no Instagram

 

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais