clique para exibir bio do colunista

Henrique Araújo é jornalista e mestre em Literatura Comparada pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Articulista e cronista do O POVO, escreve às quartas e sextas-feiras no jornal. Foi editor-chefe de Cultura, editor-adjunto de Cidades e editor-adjunto de Política.

HenriqueAraujo • NOTÍCIA

"O PSL está afundando", diz deputado André Fernandes

Deputado estadual, André Fernandes afirma que partido de Bolsonaro "está se queimando" e que a legenda está desacreditado mesmo no campo da direita Por

Deputado estadual mais votado do PSL no Ceará, André Fernandes criticou duramente a legenda nesta terça-feira. Segundo ele, o partido do presidente Jair Bolsonaro está “afundando e se queimando”.

“Esse partido só cresceu por causa do Bolsonaro. Agora que o grupo dele saiu e quem entrou foi o grupo do (Luciano) Bivar, está afundando, está se queimando”, disse.

O parlamentar avalia que o “PSL hoje está começando a ficar desacreditado pelo próprio povo da direita” e que, caso o presidente não assuma a condução, a sigla vai se deteriorar.

“O PSL só vai pra frente se o Bolsonaro tiver a liderança do partido. Se as pessoas de confiança de Bolsonaro estiverem nas lideranças estaduais”, defendeu o deputado.

Fernandes atirou ainda contra o presidente do PSL no Ceará, deputado federal Heitor Freire. “Desde o começo sempre falei que, aqui no Estado, estava errado. Não só aqui, mas em outros estados”, avaliou. “Hoje está saindo do próprio presidente a mesma fala.”

Nesta terça, Bolsonaro aparece em vídeo em Brasília pedindo a um apoiador, que o procurava para gravar, para que deixasse o PSL de lado. Na filmagem, o simpatizante menciona Bivar.

“Cara, não divulga isso, não. O cara está queimado pra caramba lá. Vai queimar o meu filme. Esquece esse cara, esquece o partido”, pediu o presidente.

Deputado federal, Bivar é investigado por suspeita de ter comandado esquema de candidaturas laranjas em Pernambuco. Em reação, aliados do dirigente rebateram Bolsonaro.

“Como você fala do quintal alheio se o seu quintal está sujo?”, questionou o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir. “As candidaturas em Minas Gerais e Pernambuco estão sendo investigadas. Mas o filho do presidente também.”

O senador Major Olímpio, que detém a liderança da agremiação na Casa, foi na mesma linha. “Eu não vejo o presidente saindo do partido. Seria a mesma coisa que morar sozinho e fugir de casa”, disse.

Delegado Cavalcante, Deputado estadual pelo PSL no Ceará, admitiu que há hoje “insatisfação com membros do PSL” e o escândalo das candidaturas laranjas.

Conforme ele, “alguns não seguem a doutrina conservadora e nem de direita”. Agrava a situação, analisa Cavalcante, o fato de que Bolsonaro “não tem o controle do partido”, que faz as “estratégias sem o aval do presidente”.

O POVO questionou o presidente da sigla no Ceará, Heitor Freire, sobre as declarações de Bolsonaro a respeito do PSL. Por meio de assessoria, o deputado disse que não comentaria as falas.

Fernandes e Cavalcante estão rompidos com Freire, contra quem apresentaram um pedido de afastamento sob a justificativa de que o deputado federal quebrou o decoro da legenda e fez mau uso de dinheiro público.

Antes disso, Freire havia destituído André Fernandes do comando do PSL em Fortaleza. O presidente da agremiação é próximo do deputado federal Luciano Bivar, pivô de acirramento com o Bolsonaro.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais