Logo O POVO Mais
Foto de Jocélio Leal
clique para exibir bio do colunista

Redator do blog e coluna homônimos, diretor de Jornalismo da Rádio O POVO/CBN e CBN Cariri, âncora do programa O POVO no Rádio e editor-geral do Anuário do Ceará

A última grande barragem do Ceará

O consórcio Fronteiras vai concluir a barragem após contrariar o Dnocs, que o apontava como inabilitado para a obra de R$ 503 milhões em Crateús
Tipo Notícia
FORTALEZA, CE, BRASIL, 30.07.2020:  Fachada do predio sede do DNOCS (FCO FONTENELE/O POVO) (Foto: FCO FONTENELE)
Foto: FCO FONTENELE FORTALEZA, CE, BRASIL, 30.07.2020: Fachada do predio sede do DNOCS (FCO FONTENELE/O POVO)

Depois de quase um ano de idas e vindas na Justiça, o Consórcio Fronteiras - formado pelas empresas Empa S.A. Serviços de Engenharia; Teixeira Duarte Engenharia e Construções S/A; Terracom Construções Ltda e Lumali Engenharia Ltda - vai tocar a execução das obras remanescentes da barragem Fronteiras, em Crateús. Foi o desfecho de um imbróglio. O consórcio teve sua vitória confirmada por 3 votos a 0 no Pleno do Tribunal Regional Federal da 5a Região (TRF-5). A briga era para reverter inabilitação pelo Dnocs, o cliente.

Ainda em 30 de julho de 2014 foi firmado o Contrato Dnocs nº 25/2014, entre o órgão e o Consórcio Construtor Galvão Engenharia S/A e EIT Construções S/A. Em 12 de setembro de 2019, o Consórcio começou a desmobilização de seus equipamentos sem avisar. Por esta razão, o Dnocs notificou o Consórcio por abandono da obra e descumprimento contratual. O consórcio havia executado cerca de 20% da empreita

Rescisão

Somente no ano passado, em abril, depois de três notificações, saiu no Diário Oficial da União a rescisão do contrato. Em 12 de agosto do ano passado, saiu o novo edital. Em novembro de 2020, o Consórcio Fronteiras apresentou o melhor preço, mas foi inabilitado. Dali até agora brigou na Justiça para provar que a inabilitação foi injusta.

O tamanho da obra

Ouvindo a querela, uma barragem de R$ 503 milhões com volume de acumulação de 488 milhões de m3, com o potencial de irrigar seis mil hectares. A conta inclui implantação da barragem, projetos e serviços das obras, indenizações (850 famílias), reassentamentos e obras complementares. No rol, os desvios de 31 km da ferrovia transnordestina e trechos das BRs - 226 e 404). No dizer de uma parte interessada, a última grande barragem do Ceará.

PRÉ-CANDIDATO

Moro nesta segunda na rádio O POVO CBN

.

O ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro será entrevistado nesta segunda-feira na rádio O POVO CBN. Ele participa do programa O POVO no Rádio, a partir das 9 horas. Moro, a propósito, esteve em Porto Alegre na sexta-feira para jantar com um grupo de empresários e líderes da indústria. Na lista, o gaúcho Jorge Gerdau.

O encontro é mais de uma série de eventos afins pelo Brasil. Na condição de pré-candidato à Presidência pelo Podemos, Moro faz o dever de casa de todos os pretendentes ao Planalto. Percorre o País para ganhar confiança. Ou melhor, autoconfiança e a confiança do establishment.

Em se tratando dos empresários, notadamente da indústria e do setor financeiro, a tarefa implica falar as palavras mágicas: a defesa de um estado mais enxuto, respeito aos marcos legais e um esboço de política econômica equilibrada. Foi assim no jantar com a Faria Lima na semana passada. Nesta fase do game, importa muito quem é o time próximo do pretendente. Partido nem tanto, em se tratando do pragmatismo brasileiro, no qual o PT nomeia um banqueiro para o Banco Central.

Com Moro, está o economista Affonso Celso Pastore, 82, ex-presidente do Bacen no Governo Figueiredo e integrante de conselhos de empresas - por aqui já ocupou assento em M. Dias Branco - e um time não revelado. Nisto, Moro tem casas à frente de Ciro Gomes (PDT), por exemplo, cuja equipe é local. Pastore é um defensor da responsabilidade fiscal, do teto de gastos e da autonomia do Bacen.

FIPEZAP

Imóveis sobem de preço em Fortaleza

.

O Índice FipeZap, sobre o comportamento do preço médio de venda de imóveis residenciais em 50 cidades brasileiras, apresentou elevação de 0,53% em novembro, indo além da alta apurada no mês anterior ( 0,43%). Pelo índice, 46 das 50 cidades monitoradas apresentaram aumento de preço no preço. Entre as capitais, Salvador foi única a apresentar recuo (-0,11%). Até novembro, o Índice FipeZap acumula alta nominal de 4,78%. Um dos destaques com menor variação é Fortaleza ( 4,76%).

PESQUISA

Locadoras: 46,3% aumentam frota na pandemia

.

Durante a Covid-19, 46,3% das locadoras aumentaram suas frotas. A redução de frota se deu em somente 22,6% das empresas e, nos próximos 12 meses, 60,8% das locadoras têm intenção de comprar mais carros, conforme conclusões da Pesquisa ABLA/MDA. Segundo o levantamento, 68,9% das locadoras oferecem o aluguel diário para pessoas físicas ou jurídicas; e 65,1% trabalham com a locação de longa duração de frotas inteiras.

Horizontais

Carros - O Hyundai Creta fechou novembro na primeira posição entre todos os SUVs, com 6.099 unidades emplacadas. Esse volume correspondeu a mais de 15% de participação dentro do segmento. Em comparação com o mês anterior, as vendas do Creta apresentaram crescimento de 11%. O mercado dos SUVs praticamente permaneceu estagnado ( 0,3%).

Cinco - Fernanda Araújo, Henrique Soárez, Natalia Magalhães, Claudio Nelson e Patricia Marxs são os cinco cearenses selecionados pelo projeto Renova BR, de formação de líderes políticos. Havia 12 mil inscritos e ficaram 150.

Férias - O redator da Coluna sai em imerecidas férias de um mês. Até 2022!

 

Foto do Jocélio Leal

Informe-se sobre a economia do Ceará aqui. Acesse minha página e clique no sino para receber notificações.

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"