clique para exibir bio do colunista

Colunista e editor-chefe dos núcleos de Economia e Negócios do O POVO. Também é âncora da rádio O POVO-CBN e apresenta flashes na rádio CBN Cariri e em breve na rádio CBN Teresina. É o editor-geral do Anuário do Ceará e do Guia de Investimentos de São Paulo

JocelioLeal • NOTÍCIA

Seguro de condomínios é obrigatório, mas nem todos fazem

Na apólice de condomínio, existe a responsabilidade civil do síndico. Ou seja, é uma proteção também para o gestor Por

Fortaleza - Primeiro: seguro para condomínio é obrigatório. Segundo: o custo é baixo. Contudo, muitos são os condomínios que não têm cobertura. 

O risco é grande. Caso haja algum sinistro nessas edificações, os síndicos são obrigados a pagar os prejuízos do próprio bolso e, se não puderem arcar, os donos dos imóveis perdem tudo.

O desabamento do edifício Andrea, nesta terça-feira (15), com a morte de pelo menos duas pessoas em Fortaleza, chamou a atenção para o tema.

"Na apólice de condomínio, existe a responsabilidade civil do síndico. Ou seja, é uma proteção também para ele, e ainda assim muitos não fazem", diz o sócio da Planos Corretora, de Fortaleza, Jozivan Oliveira.

"O seguro deve constar nas despesas ordinárias do condomínio assim como estão os pagamentos de funcionários, de conta de luz, água e outras melhorias em geral. Ali, muitas vezes, está o investimento de toda a vida de famílias e o condômino não pode ficar exposto sem garantias", opina Múcio Novaes, presidente do Sindicato das Seguradoras do Norte-Nordeste (Sindseg N/NE).

De acordo com ele, a questão precisa ser mais conversada nas reuniões de condomínios entre condomínios e administradores. Isso porque fazer o seguro é estar dentro da lei, evita de o condomínio ser multado e, principalmente, garantir tranquilidade a famílias com a reposição dos bens que custaram muitos anos de trabalho em caso de acidentes diversos como incêndios e outros sinistros.

 "Não só obrigatório como indispensável e possível de realizar devido ao seu baixo custo. Se pensarmos que, em um prédio com 30 apartamentos, e cada unidade contribuir com 10 parcelas mensais de R$ 20,00, estaria garantindo seu patrimônio e ninguém pensaria duas vezes", diz o presidente do Sindicato dos Corretores de Pernambuco, Carlos Valle.

 

Hoje, as seguradoras oferecem coberturas adicionais, mirando em necessidades específicas de cada cliente.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais