clique para exibir bio do colunista

Colunista e editor-chefe dos núcleos de Economia e Negócios do O POVO. Também é âncora da rádio O POVO-CBN e apresenta flashes na rádio CBN Cariri e em breve na rádio CBN Teresina. É o editor-geral do Anuário do Ceará e do Guia de Investimentos de São Paulo

jocelio-leal • NOTÍCIA

CEO da Arco Educação diz que últimos três meses anteciparam 3 anos

O CEO da Arco também revela que a interação dos últimos 90 dias foi maior do que nos últimos quatro anos. A empresa opera hoje em cerca de 5.600 escolas e atende a um milhão de alunos. As ações são listadas na Nasdaq e está avaliada hoje em US$ 2,6 bilhões Por
Ari Neto conversou com o jornalista Jocélio Leal
Ari Neto conversou com o jornalista Jocélio Leal

Assista na íntegra aqui

Fortaleza - O CEO da Arco Educação, Ari Neto, afirma que nos últimos três meses a empresa teve de fazer mais do que esperava nos próximos três anos. "Fomos obrigados a ter soluções mais imediatas". Ao mesmo tempo, revela que a interação dos últimos 90 dias foi maior do que nos últimos quatro anos.

A empresa opera hoje em cerca de 5.500 escolas e atende a cerca de um milhão de alunos. As ações são listadas na Nasdaq e está avaliada hoje em US$ 2,6 bilhões.

Ele defende que havendo acessibilidade à tecnologia pelas pessoas, o Brasil poderá ter oportunidade de distribuir conteúdo a custo razoável, dada a escala. Ele cita como virtudes a oferta de professores e conteúdo de excelência.

 "Há 15 anos, poucas pessoas podiam ter acesso a uma aula de um grande professor de Harvard. Hoje, a gente consegue assistir a uma live de um professor de Harvard ou MIT, às melhores cabeças do mundo, e o mesmo raciocínio poderia ser aplicado à educação pública no Brasil".

Ari defende que na educação básica não é possível haver substituição do ensino presencial. O motivo: pela socialização, o suporte, a construção de habilidades e competências sócio-emocionais a exigir interação.

Ele admite o modelo híbrido, para potencializar aprendizagem e o trabalho do professor. "Ganha o jogo quem tem os melhores professores e sabe usar a tecnologia de modo eficiente".

Em 2019, a Arco dominava 24% do mercado. No quarto trimestre de 2019, a receita líquida foi de R$ 247,6 milhões; o lucro bruto, de R$ 192,3 milhões, com margem de lucro de 77,6%; e o Ebitda ajustado foi de R$ 106,3 milhões, com margem Ebitda de 42,9%

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais