Foto de Marcelo Romano
clique para exibir bio do colunista

Jornalista especializado em esportes olímpicos. Trabalhos na TV Record, Yahoo, rádios Gazeta e Eldorado em São Paulo

O caminho de Hugo Calderano pela inédita medalha no tênis de mesa

Esperança brasileira de pódio, mesatenista quarto colocado no ranking mundial terá jogos duros a partir das oitavas de final e pode encarar a lenda Ma Long na semifinal
Tipo Opinião
Hugo Calderano sonha com a glória olímpica em Tóquio (Foto: )
Foto: Hugo Calderano sonha com a glória olímpica em Tóquio

O tênis de mesa brasileiro conheceu os adversários na Olimpíada de Tóquio nesta quarta-feira. No masculino, a principal esperança de medalha do Brasil é Hugo Calderano. Ele é o quarto colocado no ranking olímpico e só estreia a partir da terceira rodada. Os prováveis adversários são o croata Tomislav Pucar, 33º do mundo, ou o esloveno Bojan Tokic, 66º do ranking, contra quem nunca jogou. Nestes casosm Hugo entra como favorito.

Se avançar, o provável adversário nas oitavas de finais é o sul-coreano Woojin Jang, 12º do ranking. Será duríssimo. Em sete confrontos, muito equilíbrio, com três vitórias de Hugo e quatro de Woojin. Nas quartas de final, pode aparecer o alemão que nasceu na Ucrânia, Dimitrij Ovtcharov, oitavo do ranking. O brasileiro perdeu os dois jogos que fez contra o germânico. Outra possibilidade nas quartas é o japonês Koki Niwa, 17º do ranking, contra quem o brasileiro venceu um jogo e perdeu outro.

Pela tabela, Hugo só enfrentaria o favorito chinês tricampeão mundial Ma Long na semifinal, com direito a disputar bronze, em caso de provável derrota.

Ainda no torneio masculino, Gustavo Tsuboi estreia na segunda rodada, assim como Bruna Takahashi no feminino. Quem joga já a partir da primeira rodada é Jessica Yamada. Ele enfrenta na madrugada do próximo sábado a suíça Rachel Moret. Jessica é 142 do ranking e a suíça, 90. Vale lembrar que os duelos são eliminatórios. Quem perde, volta para casa.

Na competição por equipes, com 16 países, no masculino o Brasil vai encarar a Sérvia. A equipe será formada por Calderano, Tsuboi e Vitor Ishiy. No último mundial, o Brasil ficou a uma vitória da medalha. Contra a Sérvia, o Brasil é favorito, mas nas quartas de finais o adversário deve ser a Coreia do Sul, bronze nos dois últimos mundiais e que tem três jogadores entre os 22 melhores do mundo. Dureza.

No feminino, a equipe brasileira não tem bom ranking e logo de cara vai enfrentar Hong Kong, outro país que foi bronze no último Mundial. A eliminação é bem provável

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais