Foto de Marcelo Romano
clique para exibir bio do colunista

Jornalista especializado em esportes olímpicos. Trabalhos na TV Record, Yahoo, rádios Gazeta e Eldorado em São Paulo

Madrugada sem medalhas para o Brasil, no 10º dia olímpico

Rebeca Andrade e Arthur Zanetti ficaram fora do pódio em finais da ginástica artística
Rebeca Andrade terminou em 5º na final do solo (Foto: Lionel BONAVENTURE / AFP)
Foto: Lionel BONAVENTURE / AFP Rebeca Andrade terminou em 5º na final do solo

A madrugada desta segunda-feira trazia na programação vários eventos decisivos para o Brasil na Olimpíada de Tóquio. Alguns com possibilidade de medalha. E foi uma série de resultados negativos. Porém, com exceção do vôlei de praia, nas demais decisões os brasileiros não eram favoritos.

A surpresa mesmo foi a eliminação da dupla Evandro/ Bruno, para os letões Plavins e Tokins. No vôlei de praia o Brasil segue com duas duplas para as quartas de finais: Alison e Alvaro que vão enfrentar exatamente os letões e Ana Patrícia/ Rebeca.

Vamos a um resumo de mais um dia olímpico para o Brasil:

Handebol - A seleção feminina está eliminada da Olimpíada. Na noite de domingo perdeu da França por 29 a 22. Desde a metade do 1º tempo, as francesas abriram vantagem no placar. Assim como no masculino, a seleção feminina também estava no grupo da morte. Começou muito bem a campanha olímpica com um empate, diante da campeã olímpica Rússia e uma vitória sobre a Hungria. Porém, vieram 3 derrotas para Espanha, Suécia e agora França. Lembrando que o Brasil fez 2 péssimos mundiais neste ciclo olímpico, também não passando da 1ª fase. O técnico espanhol Jorge Duenas deve deixar o comando após a seqüência de péssimos resultados

Canoagem - Isaquias Queiroz estreou na Olimpíada na prova do C2 1000 metros. Ele competiu ao lado de Jack Goodman, já que seu antigo parceiro Erlon Souza está contundido. Na primeira eliminatória um 3º lugar, atrás de Cuba e China. Com isso precisaram disputar a repescagem. Venceram a eliminatória e voltam a competir nesta terça-feira. A disputa de medalha nesta prova deve ficar entre Brasil, Cuba, China, Alemanha e Espanha.

Vela - A falta de ventos adiou na madrugada desta segunda-feira no Japão, a final da classe 49er de vela. A expectativa pelo bicampeonato olímpico da dupla Martine Grael/ Kahena Kunze ficou para a madrugada desta terça-feira, 0h30, horário de Brasilia. As brasileiras estão empatadas com a dupla holandesa na liderança da competição. Espanha e Alemanha também tem chances de medalha.

Tênis de mesa - o Brasil foi eliminado no torneio masculino de equipes pela Coréia do Sul por 3 a 0. Os sul-coreanos tem os 3 atletas entre os 22 melhores do mundo. Hugo Calderano perdeu para Jang Woojin. Derrotas também com a dupla Gustavo Tsuboi e Vitor Ishiy e a de Tsuboi no jogo individual, o único que conseguiu vencer 2 sets. A China vai conquistar o ouro por equipes no masculino e a briga pelas outras medalhas ficam com Alemanha, Coréia do Sul e Japão.

Levantamento de peso - O Brasil competiu nesta madrugada com Jaqueline Ferreira no grupo B dos 87kg. Ela ficom em 4º com 5 atletas . Ouro para a China com Zhouyu Wang. Os chineses já ganharam 6 ouros em 7 possíveis na modalidade

Ginástica artística - O Brasil tinha 3 atletas em finais por aparelhos, mas nenhum chegou no pódio. Arthur Zanetti na final de argolas arriscou uma série mais difícil para tentar superar seus rivais chineses e o grego Petrounias. A série estava boa, mas Zanetti errou a saída e sofreu uma queda. Com isso terminou em 8ª lugar. A China fez dobradinha com Liu Yang e You Hao. O grego Petrounias foi bronze.

Na sequencia a final do solo feminino com Rebeca Andrade. Ela cometeu o mesmo erro da final individual, pisando fora do tablado ao final de um movimento. Terminou na 5º colocação. Ouro para a americana Jade Carey. No salto masculino Caio Souza também sofreu queda na sua 2º apresentação e ficou em 8º lugar. O ouro foi para Jeahwan Shin, da Coréia do Sul.

Vôlei - A seleção feminina bateu o Quênia por 3 a 0 e terminou em primeiro lugar no grupo A. Uma campanha invicta com 5 vitórias. Nas quartas de finais, o Brasil vai enfrentar a Rússia, 4º colocada do grupo B, que perdeu da Turquia na ultima rodada por 3 sets a 2. Brasil e Rússia já fizeram jogos históricos em fases decisivas de Olimpíadas. Em 2004, o Brasil perdeu o jogo após várias chances de fechar a partida. Em 2012 o contrário. A Rússia teve vários match points e tomou a virada do Brasil.

Hipismo CCE - no Conjunto Completo de Equitação o Brasil ficou em 12º entre 14 países. O ouro foi para a Grã-Bretanha. No individual, o melhor brasileiro foi Carlos Parro em 32º lugar

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais