clique para exibir bio do colunista

Colunista de Economia, Neila Fontenele já foi editora da área e atualmente ancora o programa O POVO Economia da rádio O POVO/CBN e CBN Cariri.

NeilaFontenele • Análise

Olhos fechados para o superendividamento

Por

Osuperendividamento é atualmente um dos problemas mais sérios da economia brasileira. O último levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), através da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), apontou a nona alta do indicador.

Pelos dados da Peic, em setembro, 65,1% das famílias relataram ter dívidas. Esse foi o maior resultado desde julho de 2013 e o terceiro maior patamar da série histórica. Os índices de inadimplência também cresceram de 24,3% para 24,5% das famílias. Os mais pobres são os mais penalizados pela situação, tendo 9,6% das famílias declarado não ter condição de pagar suas contas.

O grande fato é que a política econômica atual, até o momento, nada fez para resolver o problema. O ajuste fiscal e as reformas previdenciária e tributária devem gerar efeitos de médio e longo prazos nas contas públicas, mas nada que impacte na situação de quem está com as contas em atraso.

Negociação 1

REFIS PARA O CIDADÃO COMUM

Diante de uma situação como esta, a Comissão Especial do Superendividamento do Consumidor, criada para discutir o projeto de lei (PL) 3515/2015, do Senado Federal, realizou ontem audiência. O convidado foi o ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT), que está tendo uma semana agitada.

Durante a campanha, Ciro lançou a proposta de negociação com os credores por meio do Governo Federal, para obter o máximo de desconto possível. Com isso, haveria a possibilidade de tirar milhares de pessoas da lista do SPC.

As contas de Ciro são, no mínimo, interessantes e deveriam ser avaliadas pela equipe de Paulo Guedes. Afinal, no Brasil, onde se realiza a prática de refinanciamento de dívidas para empresas e bancos, por que não incluir o cidadão comum?

Negociação 2

R$ 282 BI EM DÍVIDAS

A questão vai além de uma educação financeira. Trata-se de uma situação de restrição de todo um mercado de consumo, prejudicado por juros altos, desemprego e aumento da informalidade. Pelas contas de Ciro, o valor global de todas as dívidas dos inadimplentes brasileiros chega a R$ 282 bilhões. Dividindo esse valor por 65 milhões de pessoas, daria uma conta média individual de R$ 4,5 mil por família, por exemplo.

Nos leilões do Serasa, os descontos de juros chegam a 90%. "Desconta-se a fumaça contábil e recupera-se o crédito que provavelmente não voltará jamais", ressalta ele.

Negociação 3

POSSIBILIDADE DE PAGAMENTO

Na visão de Ciro, o governo pode ser o intermediador dessa negociação, utilizando o Banco do Brasil e a Caixa Econômica. Com o desconto de 90% dos juros, pelo estudo do ex-candidato, as instituições financeiras poderiam arcar com linhas de crédito para o refinanciamento de R$ 28 bilhões (com o desconto dos juros), parcelado em 28 meses, tornando possível o pagamento dos débitos.

Diante do marasmo na falta de uma solução para o problema, Ciro pelo menos já deu a ideia de um caminho, o que poderia ser adotado, caso ocorresse uma superação das ideologias.

Sebrae

COMÉRCIO ELETRÔNICO

Fortaleza, entre janeiro e agosto, registrou faturamento de R$ 436 milhões em compras, com 905 mil pedidos no comércio eletrônico. Os dados são do movimento Compre & Confie, parceiro da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net). Para incentivar ainda mais o setor, o Sebrae realiza amanhã, das 8 às 18 horas, ciclo de palestras sobre o tema.

BNB

PROJETOS SOCIAIS

Quem possui projetos socais tem mais uma chance de conseguir recursos. O Banco do Nordeste está selecionando, até 4 de novembro, projetos nas áreas sociais, da saúde e do esporte, voltados para crianças, adolescentes, adultos e idosos de baixa renda.

Descontos de até 67%

BANCOS LEILOAM IMÓVEIS

Bancos estão leiloando imóveis com descontos de 67%. Até o final de outubro, Itaú, Inter, Tribanco, Pan, Santander e Rodobens disponibilizam, pelo site da Sold Leilões, mais de 200 imóveis em vários estados do País. Desses, cinco no Ceará; entre eles, um terreno rural de 2.700 m², em Santa Quitéria, que tem lance inicial de R$ 107.730.

"À medida que envelhecemos, nosso interesse é não somente somar mais anos de vida, mas sim mais vida aos anos" Alexandre Kalache, ex-diretor do Programa Global de Envelhecimento e Saúde da OMS

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais