Raone Saraiva
clique para exibir bio do colunista

Editor-executivo de Economia, é especialista em Teorias da Comunicação e da Imagem pela Universidade Federal do Ceará e mestre em Psicologia pela Universidade de Fortaleza. É vencedor de vários prêmios de jornalismo, como o Petrobras, Anac e ABCR.

Opinião

Com pandemia, arrecadação de impostos tem queda de 16% no Ceará em 2020

O Ceará registrou queda de 16% na arrecadação de tributos em 2020, em razão das dificuldades econômicas causadas pela pandemia do novo coronavírus. De janeiro a dezembro, foram recolhidos R$ 39,56 bilhões em impostos (federais, estaduais e municipais) no Estado, contra R$ 47,15 bilhões em igual período de 2019. Os dados são do Impostômetro, ferramenta online da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT).

Diferentemente do Ceará, em Fortaleza, houve crescimento de 44,2% na arrecadação. Em 2020, os contribuintes desembolsaram 2,90 bilhões, valor que foi de 2,01% no ano anterior.

No Brasil, o Impostômetro somou R$ 2,057 trilhões em 2020, queda de 17,8% em relação ao total de R$ 2,504 trilhões observado em 2019. É a primeira redução na arrecadação do País desde que a ferramenta foi criada, em 2005.

A ACSP prevê que, mesmo diante dos reflexos da crise de Covid-19 ainda em 2021, o Brasil deverá capitalizar mais contribuições. "Além de as atividades — principalmente as de serviços e do varejo — não estarem mais tão restritivas em seu funcionamento quanto estavam no pico da pandemia, na metade do ano, o poder público também se mexeu para arrecadar mais".

Estação do VLT no Aeroporto de Fortaleza custará R$ 38,8 milhões

O ramal Aeroporto de Fortaleza do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) será feito pela CG Construções Ltda, empresa vencedora da licitação do tipo menor preço lançada pelo Governo do Ceará no último mês de novembro. A obra, que também prevê serviços complementares, custará R$ 38,85 milhões, valor 17,2% menor que o previsto no edital (R$ 46,94 milhões). Os trabalhos deverão ser finalizados em 12 meses, mas o contrato entre as partes terá validade de 18 meses.

Startup

2 MILHÕES DE DÓLARES é o investimento previsto pela startup Picap, em 2021, no setor de entregas do Brasil. A empresa, que nasceu na Colômbia e atua em países como Argentina, México e Guatemala, aposta na criação de um centro de distribuição, em São Paulo, e no software de logística Pibox Enterprise como alavancas de crescimento neste ano.

Cinco dicas para organizar as finanças e ficar no azul em 2021

O diretor de crédito da fintech Bom Pra Crédito, Felipe Lemos, dá cinco dicas de organização financeira para quem busca ficar no azul neste início de ano:

1) conhecer o custo de vida;

2) planejar o que gasta;

3) evitar comprar produtos só porque estão na promoção;

4) não atrasar os pagamentos das contas;

5) não gastar muito dinheiro.

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais