clique para exibir bio do colunista

Editor-executivo de Economia, é especialista em Teorias da Comunicação e da Imagem pela Universidade Federal do Ceará e mestre em Psicologia pela Universidade de Fortaleza. É vencedor de vários prêmios de jornalismo, como o Petrobras, Anac e ABCR.

RaoneSaraiva • NOTÍCIA

André Montenegro deixa Sinduscon-CE no fim do ano e fala em "gestão democrática"

Empresário ficou à frente da Presidência da entidade por dois mandatos. No lugar dele, assumirá Patriolino Dias, que deverá ser eleito até o fim deste mês para o triênio 2020-2022 Por

Após dois mandatos (2014-2016 e 2017-2019) à frente do Sindicato das Construtoras do Ceará (Sinduscon-CE), o empresário André Montenegro deixará a Presidência da entidade no fim deste ano e ficará apenas como vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec). No lugar de Montenegro, assumirá o cargo o empresário Patriolino Dias, já aclamado pelos associados. A eleição para o triênio 2020-2022, porém, deverá ocorrer no dia 21 deste mês.

"Foi uma gestão muito democrática, procuramos fazer tudo de forma compartilhada. O Sinduscon saiu de uma posição reativa para uma posição proativa, participando das discussões que influenciam diretamente o nosso setor e a sociedade como um todo, sempre de forma apartidária. Ao longo desses anos, conseguimos engajar todas as empresas associadas, direcionando cada uma delas para áreas afins, em segmentos como construção, incorporação, Minha Casa, Minha Vida, obras públicas, loteamentos", diz o presidente do sindicato.  

Entidade completa 77 anos neste mês

Fundado em 14 de outubro de 1942, o Sinduscon-CE é a entidade classista que representa, há 77 anos, toda a cadeia da construção civil no Estado. É filiado à Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), sediada em Brasília, à Fiec e à Confederação Nacional da Indústria (CNI). Hoje, conta com mais de 500 empresas associadas. (Colaborou Beatriz Cavalcante)

| LEIA TAMBÉM | Conheça a atual composição da diretoria da Fiec (2019-2024)

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais