Logo O POVO Mais
Regina Ribeiro

Regina Ribeiro: Por que o PT não se livra de esqueletos antidemocráticos?

Edição Impressa
Tipo Notícia Por

Causou um mal-estar medonho uma fala do ex-presidente Lula na entrevista concedida ao jornal El País durante sua passagem pela Espanha na semana passada, encerrando viagem à Europa com um sucesso que incomodou gregos e troianos. Lula discutiu com importantes líderes europeus, entre eles Olaf Scholz e Emmanuel Macron, além de ter discursado no parlamento europeu e recebido uma comenda na França. A fala que causou tanto incômodo surgiu quando Lula foi inquirido sobre o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, que instalou no país um regime antidemocrático. As eleições que mantiveram Ortega no poder, neste mês de novembro, foram contestadas pela OEA, decisão seguida por vários países que consideram o pleito ilegítimo.

Na entrevista, Lula defendeu a "alternância de poder" como símbolo da democracia, considerou "a autonomia dos povos" como inegociável e apostou numa conexão despropositada de que "Angela Merkel havia passado 16 anos no poder" e ninguém reclamava. Foi lembrado de que Merkel não havia encarcerado os líderes da oposição alemã.

É o homem Luís Inácio Lula da Silva um político antidemocrático? Claramente não. Ele joga no campo democrático do Brasil desde que eu me entendo por gente. Foi preso durante a ditadura militar, apoiou as Diretas Já ao lado de outros personagens históricos do País. No seu governo, aperfeiçoou o trabalho das instituições que garantem o espaço democrático dando-lhes autonomia, incentivou instrumentos de transparência da gestão pública, teve embates com a imprensa em campo aberto no qual as discordâncias são públicas, prezando pela democracia.

O ex-presidente Lula disse ainda que seu único temor é ser novamente presidente "e fracassar". Antes de pensar em eleições, o PT deveria livrar-se desses esqueletos latino-americanos antidemocráticos: Cuba, Nicarágua, Venezuela. Por que insistir nisso?

Como assim defender a autonomia dos povos se esses povos têm líderes que desprezam a democracia e as liberdades individuais? Se é assim, então, por que viajar pela Europa denunciando os arroubos antidemocráticos de Bolsonaro e sua gestão contra o meio ambiente e a vida dos brasileiros, além do ataque às instituições?

O PT precisa assumir sua responsabilidade pelo que estamos vivendo. Não tem o direito de trabalhar para manter o País neste pântano de ignorância que é o governo Bolsonaro. n

 

Foto do Articulista

Regina Ribeiro

Articulista
Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"