Foto de Taiga Cazarine
clique para exibir bio do colunista

Beer sommelier, beer huntress, head de comunicação da Cervejaria Capitosa e diretora da Cazarine Comunicação

Taiga Cazarine gastronomia

Quem mexeu na minha cerveja?

Tipo Opinião
Taiga Cazarine escreve sobre sua relação com o mundo cervejeiro em coluna de estreia  (Foto: divulgação)
Foto: divulgação Taiga Cazarine escreve sobre sua relação com o mundo cervejeiro em coluna de estreia

Formei-me em Jornalismo e me especializei no mercado de cervejas e há oito anos me dedico ao setor. Até hoje meu pai não consegue explicar direito aos amigos o que faço: "ela viaja e bebe cerveja", costuma dizer. (Nossa vida é deveras muito mais bonita na versão dos outros, principalmente se for nossos pais.)

A questão é: ele continua torcendo o nariz para qualquer cerveja que eu lhe apresente e que não seja dourada e estupidamente gelada. "Pai, essa cerveja veio diretamente da Bélgica. A levedura é cultivada na região da cervejaria, traz notas ricas e elegantes de frutas amarelas, especiarias". Ele prova, deixa o copo de lado e serve uma pilsen trincando. Você provavelmente está se identificando, este é o comportamento de 97% dos consumidores de cerveja no País.

Existe uma explicação para isso e, para te contextualizar, trago uma lembrança minha: quando pequena, eu morava em Olímpia, interior de São Paulo, local com fácil acesso às fazendas e árvores frutíferas - ali nas calçadas de nossas casas. Um resquício de memória que, já naquela época (pouco mais de 30 anos), nos conduzia para um cenário de consumo muito mais parecido com o que temos hoje: tudo pronto e acessível nas prateleiras do supermercado. O mesmo aconteceu com as cervejas, nos acostumamos com a versão ali da prateleira.

A cerveja artesanal nada mais é do que um resgate às receitas originais. É sobre gastronomia. É sobre agricultura e terroir de todo o mundo. Ninguém está tentando te empurrar versões "estranhas" da sua bebida preferida, todo mundo que entrou para este setor se encantou pela quantidade infinita de história e cultura que este produto carrega junto da evolução da própria humanidade e quer, de forma entusiasta, te contar um pouco sobre isso. Assim como eu, aqui.

A cerveja não é brasileira, ela não nasceu aqui. Nós nos apropriamos de receitas da Alemanha, da República Tcheca, dos Estados Unidos... E por razões mercadológicas, nos desvinculamos da própria experiência que ela poderia nos proporcionar gastronomicamente. Paramos inclusive de perguntar: o que é o produto cerveja? E apenas bebemos.

Leia também | Confira mais dicas e informações do mundo das cervejas, com Taiga Cazarine, na coluna Tim Tim

Você sabe o que é cerveja?

Cerveja é uma bebida fermentada à base de grãos (o malte de cevada é um deles).

Receita e nomenclatura de cerveja é igual a de bolo: quando você escuta "bolo mole" pode não ser um expert em confeitaria, mas sabe o que irá provar. Minha intenção é ser uma ponte para você se sentir familiarizado com os termos da bebida.

A cerveja industrial que você consome e conhece como Pilsen é uma American Lager. O nome dado ao estilo é inspirado na cidade de Plzen, onde nasceu a receita Pilsener, no entanto, nossa Pilsen é uma receita de American Lager e ficou conhecida para ser tomada estupidamente gelada, pois nesta receita industrializada é comum fazer o uso de açúcares provenientes de grãos como arroz e milho, proporcionando ainda mais leveza ao produto e sutileza sensorial ao produto. Sendo assim, tem mais função refrescante do que gastronômica. O correto aqui é apenas uma questão de escolha.

Ainda assim, fica aqui meu convite para que você se abra às experiências e começo indicando opções muito próximas às cervejas que você já está acostumado, porém conectadas a proposta do resgate às receitas originais. Lembre sempre, bebidas alcoólicas são para serem apreciadas.

Escolhas do fim de semana

- Cervejaria Dádiva  Dádiva Premium Lager 5,10 % abv. - cerveja clara, sabor suave que lembra biscoito, com amargor leve e refrescante.
Foto: Divulgação
- Cervejaria Dádiva Dádiva Premium Lager 5,10 % abv. - cerveja clara, sabor suave que lembra biscoito, com amargor leve e refrescante.

- Cervejaria Dádiva
Dádiva Premium Lager 5,10 % abv. - cerveja clara, sabor suave que lembra biscoito, com amargor leve e refrescante.

- Cervejaria Brewstone   Czech me lager  dourada e de aparência brilhante. Maltada, com as características de um leve herbácio, notas do lúpulo saaz, refrescante, suave e versátil.
Foto: Divulgação
- Cervejaria Brewstone Czech me lager dourada e de aparência brilhante. Maltada, com as características de um leve herbácio, notas do lúpulo saaz, refrescante, suave e versátil.

- Cervejaria Brewstone
Czech me lager: dourada e de aparência brilhante. Maltada, com as características de um leve herbácio, notas do lúpulo saaz, refrescante, suave e versátil.

- Cervejaria Avós  Vó Maria Hoppy Pils 4,9% abv - Refrescante e douradinha, com notas um que cítrico e frutado.
Foto: Divulgação
- Cervejaria Avós Vó Maria Hoppy Pils 4,9% abv - Refrescante e douradinha, com notas um que cítrico e frutado.

- Cervejaria Avós
Vó Maria Hoppy Pils: 4,9% abv - Refrescante e douradinha, com notas um que cítrico e frutado.

 

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais