Brasil

Orçamento tem risco de novo corte

Edição Impressa
Tipo Notícia Por

O orçamento federal destinado à ciência e à tecnologia no Brasil - que já é o menor da história - pode ser reduzido pela metade em 2018, segundo o Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) enviado ao Congresso anteontem pelo governo federal. Projetos estratégicos do setor, como o novo acelerador de partículas Sirius e o Reator Multipropósito, destinado à pesquisa e à fabricação de radiofármacos, foram completamente excluídos da proposta.


O orçamento total do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), segundo a proposta do governo, encolheria de R$ 15,6 bilhões para R$ 11,3 bilhões em valores absolutos. Já os recursos destinados a investimentos (excluindo os gastos obrigatórios com salários e reserva de contingência) despencariam de R$ 6,2 bilhões para R$ 2,7 bilhões - redução de 56%. Isso inclui todos os recursos para financiamento de pesquisas e pagamentos de bolsas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).


Na prática, esse orçamento de R$ 6,2 bilhões previsto para 2017 foi contingenciado e acabou caindo para R$ 3,2 bilhões - e apenas R$ 2,5 bilhões são para Ciência e Tecnologia (excluindo Comunicações).

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais