Especiais

Eletrônicos x brincadeiras populares

Edição Impressa
Tipo Notícia Por

Hoje em dia, as brincadeiras e jogos populares estão cada vez mais sendo substituídos por equipamentos que a tecnologia nos trouxe. Vários motivos fazem com que eles estejam na rotina dos nossos filhos com mais frequência.


Nada contra aos equipamentos eletrônicos e o uso deles (embora eu tenha minha visão sobre isso e a certeza de que nós precisamos controlá-los e não o contrário), mas é nosso papel, de pais, resgatar e proporcionar momentos com nossos filhos que os façam vivenciar a brincadeira como algo importante, social e simples. Ressaltando que é, através das brincadeiras, que as crianças ampliam os conhecimentos sobre si, sobre o mundo e sobre tudo que está ao seu redor.


Algumas dicas de jogos e brincadeiras populares que fizeram e ainda fazem a alegria de muitas crianças e de adultos também:


Amarelinha: A tradicional é desenhada no chão com giz e tem o formato de uma cruz, com um semicírculo em uma das pontas, onde está a palavra céu.


Bate figurinha: Os meninos reúnem as figurinhas dos álbuns que são repetidas, fazem um montinho e batem a mão sobre elas, as que virarem ao contrário é ganha por quem bateu a mão.


Bobinho: Os jogadores vão jogando a bola um para o outro, e o objetivo do bobinho é roubar a bola. Se conseguir, quem jogou a bola pela última vez será o novo bobinho.


Cinco Marias: Também chamada de três Marias. O jogo pode ser praticado de diversas maneiras. Uma delas é lançar uma pedra para o alto e, antes que ela caia no chão, pegar outra peça. Depois tentar pegar duas, três, ou mais, ficando com todas as peças na mão.


Dança da cadeira: As cadeiras são dispostas em duas fileiras (de costas uma para a outra). As crianças sentam nas cadeiras e uma fica responsável por ligar e desligar o rádio e também por retirar as cadeiras. Quando o rádio for ligado às crianças circulam pelas cadeiras quando o rádio é desligado as crianças sentam. A cada parada vai sendo retirada uma cadeira. Quem fica sem cadeira sai, é considerado vencedor o participante que conseguir sentar na última cadeira.


Tá quente, tá frio: Um participante esconde um objeto, enquanto os outros fecham os olhos. A voz de pronto, as crianças saem a procurar. O que escondeu o objeto vai alertand: Está quente (quanto próximo), Está frio (quando distanciado).

 

POR PAULA NADDAF é cooordenadora pedagógica e fundadora do projeto Clube das Mamys.

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais