Especiais

Tendências de milão

Acompanhamos workshop sobre o Salão de Milão com a designer Ângela Perotta
Edição Impressa
Tipo Notícia
NULL (Foto: )
Foto: NULL
[FOTO1]

O Salão Internacional de Móvel em Milão (Isalone), que aconteceu em abril deste ano, dita as tendências de design no mundo. Para apresentar as novidades aos profissionais locais, a loja Black Box trouxe a designer de produtos curitibana Ângela Perotta, para um bate-papo que revelou o que há de mais moderno quando o assunto são os dormitórios, projetos de iluminação e livings.  

As lâminas em tons de castanho escuro para quartos de casal foram uma das principais apostas do evento na Itália. Isso significa que, para ser aconchegante, não é obrigatório ser clean. “Mobiliários escuros vieram mesclados com os metalizados nos tons de cinza, titânio e dourado, este último podendo ser usado em peças pequenas, como por exemplo, um criado mudo, ou mesa de centro”, pondera a designer Ângela. SOBRIEDADE As lâminas de madeira natural seguem em alta, destacando ainda mais a textura e podendo vir pintadas em tons metalizados. Nos dormitórios e home-office, mobiliário em cores mais clássicas e em tons escuros aliadas a matérias-primas como couro confere sofisticação ao ambiente. “O painel surge com características do estilo de viver Provençal marcado pelos frisos e puxadores, outra grande aposta da feira”, conta a profissional. ILUMINAÇÃO A iluminação pontual cedeu espaço para a os rasgos de led usados dentro de closets e armários. Importante atentar para os cuidados na instalação que requer uma canaleta metálica para adaptar a lâmpada. O MDF tem uma resina que compromete a vida útil da lâmpada, destaca a profissional.  

Outra boa surpresa na feira de Milão foram as amplas portas de vidro em armários, acompanhadas de perfis largos (peças de acabamento) e um fumê todo especial que revela uma transparência nos detalhes do projeto de iluminação interna do mobiliário. Para finalizar, os matelassados também enriquecem os modulados internamente em detalhes como gavetas.  

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais