CIDADES

Coronavírus no Ceará: Seduc e Sesa alertam escolas para ações de prevenção

Recomendação conjunta dos órgãos estaduais pede colaboração da comunidade escolar para evitar estigmatização de possíveis infectados
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
As escolas deverão realizar ações para evitar a doença (Foto: Marcos Studart/Divulgação/Governo do Ceará)
Foto: Marcos Studart/Divulgação/Governo do Ceará As escolas deverão realizar ações para evitar a doença

As secretarias da Educação e Saúde do Ceará emitiram comunicado nesta sexta-feira, 13, às escolas da Rede Estadual de Ensino. As medidas Institucionais para prevenção ao coronavírus (Covid-19) vão desde evitar beber água em bebedouros até a desinfecção das superfícies de salas de aula e demais espaços da escola (classes, cadeiras, mesas, aparelhos, bebedouros e equipamentos de educação física) após o uso. Preconiza-se a limpeza das superfícies, com detergente neutro, seguida de desinfecção (álcool 70% ou hipoclorito de sódio).

O texto sugere ainda evitar atividades, da própria escola ou de instituições que solicitem cessão do espaço escolar, que envolvam grandes aglomerações em ambientes fechados, durante o período de circulação dos agentes causadores de síndromes gripais.

Não há, porém, qualquer sinalização para suspensão das aulas. “A nota esclarece que as escolas e os Centros Cearenses de Idiomas da rede pública estadual de ensino devem continuar suas atividades normalmente. Na ocorrência de qualquer mudança no cenário epidemiológico, que justifique a adoção de outras medidas de prevenção e controle dirigidas à comunidade escolar, haverá divulgação, em tempo hábil”, diz a recomendação conjunta.

O texto pede ainda cautela e respeito aos possíveis infectados. A Seduc reforça o pedido de engajamento de toda a comunidade escolar neste processo de prevenção ao Covid-19. “Ressaltamos também que é importante ter cautela para evitar estigmatizar estudantes e funcionários que possam vir a ter exposição ao vírus.

Todos os dias, a Secretaria da Saúde divulga o boletim epidemiológico do Covid-19. O documento atualiza informações sobre o número de casos suspeitos e descartados, fluxo de atendimento e outras orientações. Até 12 de março, o Ceará notificou 82 casos. Destes, 62 foram descartados e 20 estão em investigação.


Veja Medidas Institucionais

– Levar ao conhecimento do corpo docente, funcionários, estudantes e comunidade escolar as orientações contidas neste comunicado, visando a mobilização de todos para as ações de prevenção;

– Promover a leitura coletiva em todas as turmas da escola das recomendações da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), anexadas a este comunicado;

– Promover atividades educativas sobre higiene de mãos e etiqueta respiratória (conjunto de medidas comportamentais que devem ser tomadas ao tossir ou espirrar);

– Estimular a higienização das mãos com água e sabão e/ou álcool 70%;

– Realizar a limpeza e desinfecção das superfícies das salas de aula e demais espaços da escola (classes, cadeiras, mesas, aparelhos, bebedouros e equipamentos de educação física) após o uso. Preconiza-se a limpeza das superfícies, com detergente neutro, seguida de desinfecção (álcool 70% ou hipoclorito de sódio);

– Evitar compartilhamento de copos e vasilhas;

– Estimular o uso de recipientes individuais para o consumo de água, evitando o contato direto da boca com as torneiras dos bebedouros;

– Manter os ambientes arejados por ventilação natural (portas e janelas abertas);

– Evitar atividades, da própria escola ou de instituições que solicitem cessão do espaço escolar, que envolvam grandes aglomerações em ambientes fechados, durante o período de circulação dos agentes causadores de síndromes gripais, como o novo coronavírus (Covid-19);

– Manter a atenção para indivíduos (estudantes e profissionais) que apresentem febre e sintomas respiratórios (tosse, coriza etc.). Orientar a procura por atendimento em serviço de saúde e, conforme recomendação médica, manter afastamento das atividades;

– Comunicar às autoridades sanitárias, às respectivas Coordenadorias Regionais de Desenvolvimento da Educação (Credes) e às Superintendências das Escolas Estaduais de Fortaleza (Sefor), bem como à Ouvidoria da Secretaria da Educação (telefone: 85 3101 3911), sobre a ocorrência de suspeita de caso(s) de infecção pelo novo coronavírus (Covid-19).

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais