Logo O POVO Mais
CIDADES

Dez hospitais têm 100% das UTIs para Covid-19ocupadas

| GRANDE FORTALEZA | A média geral de ocupação dos leitos desse porte em unidades hospitalares do Município, tanto públicas quanto privadas, é de 86,82%.
Edição Impressa
Tipo Notícia
Infectologista afima que Hospital São José de Doenças Infecciosas (HSJ) passa por um aumento do número de casos (Foto: Aurelio Alves/O POVO)
Foto: Aurelio Alves/O POVO Infectologista afima que Hospital São José de Doenças Infecciosas (HSJ) passa por um aumento do número de casos

O número de hospitais em Fortaleza que registram 100% de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por pacientes com Covid-19 mais que dobrou em 24 horas. Conforme balanço divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), até as 18h04min desta segunda-feira, 8, dez unidades de saúde atingiam essa faixa. No domingo, eram quatro hospitais com UTIs lotadas.

Apesar do aumento significativo, o índice vem apresentando variação nos levantamentos oficiais divulgados pela pasta. No início da última semana, por exemplo, quatro unidades de saúde do Município tinham 100% das UTIs ocupadas por pacientes com a doença, número que subiu para sete na sexta-feira, 5, e que no domingo voltou a cair para quatro.

Leia também: Mais de 600 estabelecimentos são fechados temporariamente por descumprimento do novo decreto

Os hospitais da Grande Fortaleza que iniciaram esta semana atingindo 100% da ocupação de UTis são: Hospital Aldeota, Hospital Maternidade São Vicente de Paulo, Hospital Otoclínica, Hospital Municipal Dr João Elisio de Holanda, Hospital Uniclinic, Hospital São José de Doenças Infecciosas, Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza, Hospital São Carlos, Casa de Saúde e Maternidade São Raimundo e Hospital Antônio Prudente.

Ocupacao de Uts para covid em unidades hospitalares de Fortaleza
Ocupacao de Uts para covid em unidades hospitalares de Fortaleza (Foto: Ocupacao de Uts para covid em unidades hospitalares de Fortaleza)

A média geral de ocupação, que considera o uso dos leitos de UTI de todos os hospitais da Capital, tanto públicos quanto privados, era de 89,53% nesse domingo e agora está em 86, 82%. O maior número de leitos desse porte segue concentrado na ala destinada a adultos, com ocupação de 93,14%.

Leia também: Vacinômetro: 50 municípios cearenses já concluíram 1ª fase da vacinação contra a Covid-19

Já a média geral de leitos de enfermeira ocupados é de 77, 54%, também com maior ocupação registrada naqueles direcionados para atendimento de pessoas na fase adulta (83, 33%). O mesmo índice nas enfermarias infantis da Capital é de 74,87%.

Leia também:Demanda cresce e hospitais públicos e privados ampliam número de leitos para Covid-19

Devido a alta demanda observada nas unidades de saúde, hospitais públicos e privados de Fortaleza devem aumentar os leitos durante esta semana- para conseguir atender pacientes com a patologia. A informação foi divulgada ainda no último domingo, 7.

O crescimento da doença também é sentida na rede particular. O número de pacientes com Covid-19 internados no Hospital Regional Unimed (HRU), em Fortaleza, subiu 18,6% durante o último fim de semana. De acordo com o presidente da cooperativa, Elias Leite, em publicação ontem, 8, por meio de seu perfil no Instagram, havia 242 pacientes no hospital na sexta-feira, 5, na manhã de hoje, já eram 287.

"Foi um aumento muito específico, que nos deixa muito preocupados", relatou o gestor em vídeo publicado na rede social. Segundo Elias Leite, dentro desse mesmo espaço de tempo o número de internações em leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) subiu de 99 para 108 e o de pacientes em uso de respiradores também aumentou, de 61 para 72.

Foram ainda, segundo ele, 21 altas, 43 internações e 3 mortes pela doença registradas nesse período. "Mesmo tendo muitas altas, ainda estamos tendo uma quantidade muito alta de internações", destacou o médico, informando ainda que foram atendidas até o último domingo 199 pessoas sob suspeita de terem contraído o vírus.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >


 

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"