CIDADES

Ceará reduz casos de Covid-19, mas mortes aumentam

Balanço. Redução de casos foi de 14,4%
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Na Capital, a redução do número de casos e mortes é de 17,1% e de 27,8%, respectivamente (Foto: Fabio Lima)
Foto: Fabio Lima Na Capital, a redução do número de casos e mortes é de 17,1% e de 27,8%, respectivamente

O Ceará apresentou redução de 14,4% nos registros de novos casos da Covid-19 na Semana Epidemiológica 11 (de 14 a 20 de março) em relação à semana anterior (de 7 a 13 de março). O número de mortes pela doença, no entanto, continua aumentando. Houve crescimento de 10,1% no período citado. Foram 8.574 novos casos e 404 novos óbitos no Estado. Os dados foram divulgados na tarde desta sexta-feira, 26, em boletim epidemiológico semanal da Secretarial Estadual da Saúde (Sesa). 

A região de saúde de Fortaleza, apresentou redução de 18,5% com relação ao número de casos. Foram 6.152 confirmações da doença. O número de novos óbitos manteve a mesma quantidade da semana anterior: 270. A Capital está em lockdown desde o dia 5 de março para tentar reduzir a disseminação do vírus. Determinação segue até pelo menos o próximo domingo, 28. Medida foi estendida a todo o Estado há uma semana, no dia 19, com mesma vigência.

LEIA MAIS l Três policlínicas e 43 postos de saúde reforçam vacinação de idosos neste fim de semana 

No Ceará, 976 pacientes com Covid-19 aguardam leitos de internação; 562 precisam de UTI

A região de saúde do Cariri também apresentou redução de indicadores: 19,9% nos casos e 6,1% nos óbitos. As outras regiões, contudo, continuam registrando aumento: Norte (0,3% e 73%), Litoral Leste (19,1% e 75%), Serão Central (5% e 110%). 

Levando em consideração a comparação os dados das semanas 9 e 10 (entre 28 de fevereiro e 13 de março) com relação à quinzena anterior, que corresponde as semanas 7 e 8 (entre 14 e 27 de fevereiro), houve aumento dos indicadores. O Interior apresentou aumento de 35,1% nos casos e 54,9% nos óbitos. O município de Fortaleza apresentou aumento de 21,7% nos casos e 75,9% nos óbitos. Na comparação entre as quinzenas, quase todas as 22 Áreas Descentralizadas de Saúde (ADS) apresentaram aumento de casos confirmados entre as SE 07/08 e 09/10, à exceção das áreas de Icó, Iguatu e Crato.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais