CIDADES

Prefeituras negam aplicação de vacinas vencidas

22 se manifestaram até o momento; 14 negaram ter aplicado o imunizante vencido, enquanto os outros oito republicaram o posicionamento da Sesa sobre o ocorrido
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
No Estado, levantamento aponta que 710 aplicações estariam vencidas (Foto: Helene Santos/Governo do Ceará)
Foto: Helene Santos/Governo do Ceará No Estado, levantamento aponta que 710 aplicações estariam vencidas

Dos 58 municípios incluídos na lista de aplicação de doses vencidas da vacina AstraZeneca/Oxford, apenas 22 se manifestaram até as 22 horas desta sexta-feira, (2/7). Destes, 14 negaram ter aplicado o imunizante vencido, enquanto os outros oito republicaram ou reaproveitaram o posicionamento da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) sobre o ocorrido.

LEIA MAIS | Doses vencidas da AstraZeneca não foram produzidas pela Fiocruz

A pasta estadual informou não ter distribuído vacinas fora do prazo de validade para os municípios cearenses. Nas redes sociais, as prefeituras de Aquiraz, Crateús, Guaraciaba do Norte, Pacajús, Sobral e Tabuleiro do Norte republicaram o mesmo conteúdo da Sesa, enquanto Aurora e Massapê divulgaram publicações próprias, mas reutilizando o material do órgão.

As 14 prefeituras que negaram ter aplicado doses vencidas em sua população são: Apuiarés, Boa Viagem, Cariré, Fortaleza, Granja, Icó, Jaguaribe, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Milhã, Potengi, Quiterianópolis, Quixeramobim e Reriutaba. Todas afirmaram ter vacinado sua população em tempo hábil, antes da data de vencimento dos lotes recebidos.

Os posicionamentos ocorrem mediante levantamento da Folha de S. Paulo, com base em informações do Ministério da Saúde (MS). Ele aponta que, no Brasil, 26 mil doses vencidas da AstraZeneca foram aplicadas em diversos postos de saúde. 

O Ministério da Saúde declarou que nenhuma dose vencida de vacina é repassada aos estados. Acrescentou que o prazo de validade dos imunizantes é rigorosamente acompanhado desde o recebimento até a distribuição. Especificamente ao Ceará, um dos lotes enviados estava com erro na embalagem: constava a data de validade até maio deste ano; no entanto, o vencimento se estendia para maio de 2022.

  1. Apuiarés: 1 (negou aplicação vencida)
  2. Aquiraz: 1 (republicou Sesa)
  3. Aracati: 1
  4. Aratuba: 2
  5. Assaré: 9
  6. Aurora: 50 (reaproveitou posicionamento da Sesa)
  7. Baturité: 1
  8. Boa Viagem: 7 (negou aplicação vencida)
  9. Campos Sales: 1
  10. Cariré: 2 (negou aplicação vencida)
  11. Cariús: 1
  12. Catarina: 1
  13. Coreaú: 1
  14. Crateús: 7 (republicou Sesa)
  15. Deputado Irapuan Pinheiro: 1
  16. Eusébio: 10
  17. Fortaleza: 63 (negou aplicação vencida)
  18. Granja: 51 (negou aplicação vencida)
  19. Guaiuba: 1
  20. Guaraciaba do Norte: 60 (republicou Sesa)
  21. Icó: 34 (negou aplicação vencida)
  22. Iguatu: 3
  23. Ipaumirim: 1
  24. Ipueiras: 3
  25. Itaitinga: 2
  26. Itarema: 1
  27. Jaguaribe: 2 (negou aplicação vencida)
  28. Lavras da Mangabeira: 3
  29. Limoeiro do Norte: 2 (negou aplicação vencida)
  30. Maracanaú: 1 (negou aplicação vencida)
  31. Marco: 4
  32. Massapê: 2 (reaproveitou posicionamento da Sesa)
  33. Milhã: 2 (negou aplicação vencida)
  34. Monsenhor Tabosa: 32
  35. Moraújo: 8
  36. Mucambo: 1
  37. Orós: 1
  38. Pacajús: 19 (republicou Sesa)
  39. Parambu: 1
  40. Pedra Branca: 8
  41. Potengi: 173 (negou aplicação vencida)
  42. Quiterianópolis: 8 (negou aplicação vencida)
  43. Quixelô: 1
  44. Quixeramobim: 1 (negou aplicação vencida)
  45. Reriutaba: 19 (negou aplicação vencida)
  46. Salitre: 49
  47. Santa Quitéria: 8
  48. Santana do Acaraú: 3
  49. São Benedito: 2
  50. São Gonçalo do Amarante: 6
  51. Sobral: 2 (republicou Sesa)
  52. Tabuleiro do Norte: 1 (republicou Sesa)
  53. Tamboril: 1
  54. Tauá: 30
  55. Tianguá: 2
  56. Tururu: 1
  57. Ubajara: 1
  58. Umirim: 1
Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais