CIDADES

Um em cada dez cearenses testou positivo para Covid-19

Os testes positivos no Estado totalizavam 911.021 até as 17 horas dessa quarta, 21. Considerando estimativa populacional de 9,1 milhão pessoas, é como se 10% da população já tivesse sido infectada pelo coronavírus
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
No total, o Ceará acumula 2.319.731 notificações de casos suspeitos de Covid-19 desde o começo da pandemia, em 2020. Na foto, passageiros em trânsito ou desembarcando em Fortaleza fazem teste para Covid  na Unidade Móvel do Centro de Testagem para Viajantes do Aeroporto de Fortaleza (Foto: FABIO LIMA)
Foto: FABIO LIMA No total, o Ceará acumula 2.319.731 notificações de casos suspeitos de Covid-19 desde o começo da pandemia, em 2020. Na foto, passageiros em trânsito ou desembarcando em Fortaleza fazem teste para Covid na Unidade Móvel do Centro de Testagem para Viajantes do Aeroporto de Fortaleza

A quantidade de testes positivos de Covid-19 no Ceará equivale a 10% da população do Estado. É como se um em cada 10 cearenses já tivesse sido infectado pelo coronavírus. São 911.021 casos confirmados até as 17 horas desta quarta-feira, 21, segundo dados do IntegraSUS. O percentual fica um pouco acima do índice nacional. No Brasil, 9,17% teve Covid até agora.

Na Capital, o índice é um pouco inferior, somando 252.647 testes positivos, o equivalente a 9,4% dos moradores da Capital já foram infectados pela Covid-19. O Estado registra 23.287 óbitos causados pelo Sars-CoV-2.

Em nota, a Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa) confirmou que as reinfecções por Covid-19 entram no sistema do IntegraSUS como novos casos, mas não informou quantos registros dessa natureza o Estado tem. A reinfecção da Covid-19 ocorre em pessoas que testam positivo após 90 dias da primeira infecção. A vigilância de possíveis casos de recorrência de Covid-19 analisa os casos com duas amostras de RT-PCR positivas.

Em 2021, foram confirmados 556.174 casos da doença até o dia 20 de julho. O número é 57,3% maior do que o total confirmado em 2020, de janeiro a dezembro, de 353.376 testes positivos.

Conforme último boletim epidemiológico da Sesa, publicado no dia 8 de julho, o Estado apresentou redução de redução de 24% nos novos casos e 16,9% nos óbitos, respectivamente, em comparação com a semana anterior. 

No total, o Ceará acumula 2.322.321 notificações de casos suspeitos de Covid-19 desde o começo da pandemia, em 2020. Outros 57.306 estão em investigação, aguardando o resultado de exames laboratoriais. Recuperaram-se da doença 638.242 pessoas.

Média móvel de casos em 2021

Neste ano, o Estado registrou um aumento considerável na média móvel de sete dias de casos confirmados a partir da segunda quinzena de fevereiro. Os dias 05/04, 12/04 e 10/05 tiveram os maiores números de casos de Covid-19, com 6.295, 5.682 e 6.145, respectivamente. 

A média móvel é calculada somando o número de casos do dia com os dos seis dias anteriores e dividindo-se por sete. O Ceará registrou uma redução discreta na média móvel a partir da última semana de março, apesar da persistência de médias diárias elevadas durante todo o mês (média de 4.013,6 casos por dia).

Clique na imagem para abrir a galeria

A primeira quinzena de abril registrou aumento de casos mantendo um platô (estabilização) até ao final do mês, a partir de quando se observa pequena redução na média móvel.

A partir da segunda quinzena do mês de maio, é possível notar redução no número de casos confirmados, no entanto, ainda registrando, em média, 2.326,1 casos por dia. A curva da média móvel vem em queda desde então, e chegou a 116,57 casos por dia no último domingo, 18. 

LEIA MAISCovid em Fortaleza: médias de casos e mortes caem 73% e 57% em 14 dias

+ Fortaleza: em 14 dias, média móvel de casos cai 75% e de óbitos, 39%

+ Entenda o cálculo da média móvel

Raça, cor e faixa etária

Segundo a classificação de raça e cor, os casos de infecção por coronavírus estão concentrados das pessoas pardas (52%), seguidas das pessoas brancas (14,5%) e amarelas (10,4%). Existem 106.646 casos confirmados de Covid-19 sem informações de raça/cor.

Ainda segundo o IntegraSUS os casos confirmados se concentram em pessoas mais jovens, de 30 a 34 anos. Apesar disso, a maior taxa de letalidade por Covid-19 está entre os idosos de 80 anos ou mais (23,93%).


Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais