Logo O POVO Mais
CIDADES

Camilo planeja universalizar ensino médio de tempo integral no Ceará com R$ 1,22 bilhão

|Educação| A meta do Governo do Estado é chegar ao fim de 2022 com 60% das escolas de ensino médio em tempo integral. Escolas serão construídas ou reformadas para acolher os alunos
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou iniciativas para reforçar o ensino médio integral no Estado (Foto: FABIO LIMA)
Foto: FABIO LIMA Governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou iniciativas para reforçar o ensino médio integral no Estado

O governador Camilo Santana (PT) anunciou nesta segunda-feira, 7, o plano de universalização do regime de tempo integral nas escolas de ensino médio em todo o Ceará. Com a meta de 326 novas escolas até 2026, o governo do Estado deverá investir R$ 1,22 bilhão para atingir a universalização do sistema. A verba é oriunda do pagamento de precatórios do antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação e Valorização do Magistério (Fundef).

“Isso significa que todas as escolas regulares de ensino médio do Ceará serão transformadas em escola de tempo integral”, disse Camilo durante coletiva de imprensa. “Essa é uma das grandes políticas para que a gente possa dar segurança, esperança e proteção para os nossos jovens.” O governador afirmou que haverá tanto a construção de novas escolas como a reforma de escolas já existentes para acolher os alunos em tempo integral.

Governador Camilo Santana faz fotos com participantes do evento(Foto: FABIO LIMA)
Foto: FABIO LIMA Governador Camilo Santana faz fotos com participantes do evento

Ainda em 2022, a meta do governo é chegar ao fim do ano com 60% das escolas de ensino médio em tempo integral. O investimento deve ser de R$ 239 milhões para construções e reformas e R$ 55,7 milhões para aquisição de equipamentos, resultando no acréscimo de mais 60 escolas no regime. Em 2023, o número de escolas de tempo integral adicionadas à rede deve ser de 80, em 2024 serão mais 73, em 2025 mais 82 e em 2026 mais 31 escolas. Um plano mais detalhado sobre quais municípios devem receber novas escolas ou reformas deve ser divulgado para as cidades.

Para a secretária de educação, Eliana Estrela, proporcionar maior tempo dedicado aos estudos para os alunos da rede estadual é gerar mais oportunidades a esse grupo. O presidente da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Júnior de Castro, também vê a expansão do tempo integral como algo positivo para a juventude cearense.

“É algo muito importante, tendo em vista a oportunidade que está sendo construída para esses jovens. E também contribuir, mesmo que indiretamente, com a segurança pública. Tendo em vista que os nossos jovens estarão dentro das escolas, seguros, guardados, em um ambiente propício para desenvolver suas capacidades”, disse Júnior.

Atualizada às 12h38 de 8 de março




Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"