Foto de Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

Alan Neto esportes

Alan Neto: Verdades & Mentiras

esportes

- SETE horas antes da estreia do Ceará pela Copa do Nordeste, contra o Sampaio Corrêa, o goleiro Everson recebeu ordem pra deixar a concentração alvinegra. Ordem, por acaso, de quem?

- PRONTA resposta - ordem superior, ou seja, da presidência do clube. Manda quem pode, obedece quem tem juízo. Everson tem de sobra. Arrumou os bregueços e mandou-se pra casa.

- DEPOIS daí fervilharam mil versões, zanzando no ar poluído do futebol e seus bastidores mal cheirosos. Principal delas - Santos voltara à tona, desta vez pra levar o excelente goleiro alvinegro, custe o que custar.

- ROBINSON de Castro prontamente desmentiu tal versão. Não a do afastamento do goleiro, sim do Santos ter voltado à tona, reabrindo as negociações.

- CABE perguntinha inútil. Se não foi esta a causa, qual terá sido, a ponto de levá-lo à radicalização? Afinal, não se tira um jogador da concentração, horas antes de um jogo importante, sem que não se tenha um motivo muito forte.

- OUTRA versão que correu solta foi a de que a decisão não teria sido tomada pelo presidente, sim pelo técnico Lisca, por entender que, com a cabeça voltada para o Santos, Everson não teria condição psicológica de se concentrar na partida. Seria cômico se não fosse trágico.

- NEM poder pra tomar atitude tão radical o técnico teria, por saber que suas atribuições têm um limite. A ordem veio de cima, para ser cumprida. E cumpra-se à risca.

- RESULTADO. Éverson não participou do jogo, entrou o Diogo Silva, goleiro que jamais, em tempo algum, calçará as luvas do titular. Isso, também, qualquer torcedor leigo sabe.

ONDE ESTÁ A VERDADE?

 

- TODO esse emaranhado de verdades e mentiras, onde está finalmente a verdade?

- NÃO demorará vir à tona, ou quem sabe, já tenha, após a partida.

- PONDO ordem nesta casa aos pandarecos, o que é verdade todos sabem. O  Santos tem interesse em levar o goleiro alvinegro, que, por seu lado, claro, como profissional, quer alçar voo mais alto. Neste momento o clube paulista viria a calhar.

- CONDENAR Everson por querer mudar de camisa é hipocrisia pura. Tanto quer a ponto de fazer apelo pro Ceará liberá-lo. Beirando os 30 anos, não gostaria de ver tal chance ser desperdiçada. Outra igual, jamais - eu disse jamais - acontecerá. É agora ou nunca.

QUAL O DESFECHO?

 

- ROBINSON de Castro ao desmentir que algo estava acontecendo, pura questão de estratégia. Se tem anunciado antes do jogo, o impacto junto à torcida seria negativo, logo posaria como principal responsável.

- LADO do atleta. Cabeça pra permanecer no Ceará, Everson não tem mais. Tanto assim, clube antecipou a vinda do goleiro Richard, que tomou 73 gols no Paraná durante o Brasileirão.

- OU alguém duvida de que Everson vai tirar da cabeça que não foi negociado porque o Ceará tomou uma posição inflexível? Nem com uma picareta.

- PIOR coisa para um clube de futebol é ter em seu elenco um jogador descontente, seja ele qual for, desejando respirar novos ares e por pirraça não o deixaram sair. Fatalmente se contaminará pela desmotivação, tornando-se um peso morto.

- RESPEITE-SE a cláusula da multa contratual (aquela do ou dá ou desce) mas pra tudo no mundo há o viés da negociação. Aquele do nem tanto ao céu, nem tanto ao inferno...

...E A BOLA ROLOU

 

- INDEPENDENTE de todo esse puxa-encolhe, a bola, quadrada ou redonda, rolou, oficialmente, pela primeira vez para o Ceará e para o Sampaio, ontem à noite no Castelão.

- MESMO que a Copa do Nordeste também não seja esses balaios de organização, é uma competição oficial chancelada (que palavra!) pela CBF. Melhor mil vezes do que ficar acompanhando o estadual cearense, aquele que morreu e só o Mauro Carmélio não quer acompanhar o enterro...

CHEIRO DE GOL

 

- QUEM nasce pra balançar as redes, isto é, camisa que cheira a gol, faz assim como o Cariús está fazendo no Ferroviário.

- JÁ balançou as redes cinco vezes no Estadual, disparando na artilharia, não só aqui como em todo o Brasil. Lamentável que todos tenham visto as qualidades de Cariús como artilheiro e só Ceará e Fortaleza vedaram seus olhos, como se ele simplesmente não existisse. Entre outras coisas, isso se chama falta de visão ou, se quiserem, burrice elevada ao cubo...

- SETE horas antes da estreia do Ceará pela Copa do Nordeste, contra o Sampaio Corrêa, o goleiro Everson recebeu ordem pra deixar a concentração alvinegra. Ordem, por acaso, de quem?

- PRONTA resposta - ordem superior, ou seja, da presidência do clube. Manda quem pode, obedece quem tem juízo. Everson tem de sobra. Arrumou os bregueços e mandou-se pra casa.

- DEPOIS daí fervilharam mil versões, zanzando no ar poluído do futebol e seus bastidores mal cheirosos. Principal delas - Santos voltara à tona, desta vez pra levar o excelente goleiro alvinegro, custe o que custar.

- ROBINSON de Castro prontamente desmentiu tal versão. Não a do afastamento do goleiro, sim do Santos ter voltado à tona, reabrindo as negociações.

- CABE perguntinha inútil. Se não foi esta a causa, qual terá sido, a ponto de levá-lo à radicalização? Afinal, não se tira um jogador da concentração, horas antes de um jogo importante, sem que não se tenha um motivo muito forte.

- OUTRA versão que correu solta foi a de que a decisão não teria sido tomada pelo presidente, sim pelo técnico Lisca, por entender que, com a cabeça voltada para o Santos, Everson não teria condição psicológica de se concentrar na partida. Seria cômico se não fosse trágico.

- NEM poder pra tomar atitude tão radical o técnico teria, por saber que suas atribuições têm um limite. A ordem veio de cima, para ser cumprida. E cumpra-se à risca.

- RESULTADO. Éverson não participou do jogo, entrou o Diogo Silva, goleiro que jamais, em tempo algum, calçará as luvas do titular. Isso, também, qualquer torcedor leigo sabe.

ONDE ESTÁ A VERDADE?

 

- TODO esse emaranhado de verdades e mentiras, onde está finalmente a verdade?

- NÃO demorará vir à tona, ou quem sabe, já tenha, após a partida.

- PONDO ordem nesta casa aos pandarecos, o que é verdade todos sabem. O Santos tem interesse em levar o goleiro alvinegro, que, por seu lado, claro, como profissional, quer alçar voo mais alto. Neste momento o clube paulista viria a calhar.

- CONDENAR Everson por querer mudar de camisa é hipocrisia pura. Tanto quer a ponto de fazer apelo pro Ceará liberá-lo. Beirando os 30 anos, não gostaria de ver tal chance ser desperdiçada. Outra igual, jamais - eu disse jamais - acontecerá. É agora ou nunca.

QUAL O DESFECHO?

 

- ROBINSON de Castro ao desmentir que algo estava acontecendo, pura questão de estratégia. Se tem anunciado antes do jogo, o impacto junto à torcida seria negativo, logo posaria como principal responsável.

- LADO do atleta. Cabeça pra permanecer no Ceará, Everson não tem mais. Tanto assim, clube antecipou a vinda do goleiro Richard, que tomou 73 gols no Paraná durante o Brasileirão.

- OU alguém duvida de que Everson vai tirar da cabeça que não foi negociado porque o Ceará tomou uma posição inflexível? Nem com uma picareta.

- PIOR coisa para um clube de futebol é ter em seu elenco um jogador descontente, seja ele qual for, desejando respirar novos ares e por pirraça não o deixaram sair. Fatalmente se contaminará pela desmotivação, tornando-se um peso morto.

- RESPEITE-SE a cláusula da multa contratual (aquela do ou dá ou desce) mas pra tudo no mundo há o viés da negociação. Aquele do nem tanto ao céu, nem tanto ao inferno...

...E A BOLA ROLOU

 

- INDEPENDENTE de todo esse puxa-encolhe, a bola, quadrada ou redonda, rolou, oficialmente, pela primeira vez para o Ceará e para o Sampaio, ontem à noite no Castelão.

- MESMO que a Copa do Nordeste também não seja esses balaios de organização, é uma competição oficial chancelada (que palavra!) pela CBF. Melhor mil vezes do que ficar acompanhando o estadual cearense, aquele que morreu e só o Mauro Carmélio não quer acompanhar o enterro...

CHEIRO DE GOL

 

- QUEM nasce pra balançar as redes, isto é, camisa que cheira a gol, faz assim como o Cariús está fazendo no Ferroviário.

- JÁ balançou as redes cinco vezes no Estadual, disparando na artilharia, não só aqui como em todo o Brasil. Lamentável que todos tenham visto as qualidades de Cariús como artilheiro e só Ceará e Fortaleza vedaram seus olhos, como se ele simplesmente não existisse. Entre outras coisas, isso se chama falta de visão ou, se quiserem, burrice elevada ao cubo...

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais