Foto de Alan Neto
clique para exibir bio do colunista

Colunista do O POVO, Alan Neto é o mais polêmico jornalista esportivo do Ceará. É comandante-mor do Trem Bala, na rádio O POVO/CBN e na TV Ceará. Aos domingos, sua coluna traz os bastidores da política e variedades.

Alan Neto esportes

Sem pedir segredo

(1) - MESMO tendo renovado contrato com o Ceará, melhor dizendo, elastecendo o atual, Everson ainda assim não será o maior salário do elenco, embora devesse. Acima dele, consta, existem pelo menos uns dois.

(2) - DO futebol cearense, o maior salário quem ostenta (que palavra!) consta ser o goleiro Boeck, do Fortaleza, algo em torno de R$ 90 mil. Há sinceridade nisso? Everson não chega a tanto, embora muito melhor que ele. Boeck vem a ser aquele que prima pela aparência, até dando a entender que até no intervalo não deixa de tomar banho.

(3) - O QUE mais deixa invocado é Ceará e Fortaleza precisando de um goleador e o Cariús dando sopa no Ferroviário, camisa 9 nato daqueles que tem intimidade com as redes. Mesmo Walmir Araújo tenha dado a entender que multa contratual de R$ 3 milhões é apenas pró-forma. Tradução - nada como uma boa conversa etc e tal.

(4) - POIS não é que só agora descobriram que as traves do PV são menores do que aquelas determinadas pela Fifa. Quem percebeu, e denunciou à Fifa, deve ter olhar de lince pra enxergar algo que ninguém até hoje havia percebido. Nem mesmo quando algumas seleções que vieram pra Copa de 2014 treinaram lá. Esta passou a ser a maior descoberta do ano...

(5) - POIS é, quem diria. O Baxola, já esteve no Ceará e poucos lembram, tão rápida foi a passagem por aqui. Quem o redescobriu foi o técnico Lisca. Não ficou só aí. Foi ele que descobriu o apelido Baxola, que o próprio atleta, aliás, odeia. Assim como Lisca não quer que o tratem mais pelo apelido de Doido. Bobagem. Não adianta, será sempre chamado assim, pois sem o codinome Doido perde totalmente a graça. E quem fica o tempo todo botando e tirando o boné durante os jogos é um prato cheio...

CHUTE DO ANO?

- AINDA tem gente acreditando, sem querer acreditar, que aquela história do interesse do Grêmio pelo goleiro Everson, não passou piada de 1º de abril.

- DUAS, uma. Ou foi conversa de empresário pra valorizar sua cria ou, por outra, mesmo que tenha acontecido, ela continua sendo muito mal contada.

- SEJA lá como for, pois no futebol chuta-se pra todo lado, a versão real jamais virá a público.

- PELO sim, pelo não, a torcida adorou a permanência do paredão alvinegro. Quem não deve ter gostado nada foi o próprio Everson, que viu parar na sua porta o bonde da história, foi obrigado a não pegá-lo.

PESO PESADO

- DO enxame de desconhecidos (19 ao todo, até agora) o que mais chamou atenção na apresentação do Fortaleza foi o ponta-esquerda Madson.

- MENOS pela a fama que pensa ter e não tem, sim por estar totalmente fora de peso. Na pior das hipótese uns seis a sete quilos a mais.

- JOGADOR baixo (1,56 de altura) ainda por cima gordo é um horror. Coitado a quem couber a insana tarefa de fazê-lo perder as banhas em excesso...

SONHO DOURADO

- ROBINSON de Castro não tira da cabeça um sonho que não é de agora.

- VAMOS a ele - transformar o Vovozão num estádio com capacidade para pelo menos 10 mil torcedores. Se acontecer, fugirá das taxas absurdas que são cobradas por aí.

- ATUAL presidente alvinegro não é o primeiro a ter esse sonho, muito menos será o último. Tantos outros prometeram a mesma coisa e não cortaram sequer um tufo de grama.

- EM compensação mandou construir um ginásio de pouca serventia, aliás, não concluído. Antes mandasse fazer uma fachada nova e moderna, pois a atual continua lá intacta do jeito que o histórico José Elias Bachá deixou 50 anos atrás.

NUVENS CARREGADAS

- QUEM disse não mente. Nem tem precisão. Liguem os fios, urgentemente, nas tomadas certas. Nas erradas pode dar curto circuito.

- HÁ algo no ar além dos aviões de carreira, dos drones, das andorinhas e dos gaviões malvados.

BOCA DE FORNO...

... DE uma raquetada só o Guarani de Sobral, que até outro dia ameaçava não disputar o campeonato, juntou 27 jogadores no seu elenco. Todos serão regularizados, no máximo, até amanhã. Respeite a correria. Está lá o gerente de futebol Fred Gomes, arquinimigo do Jurandi Júnior. Quem está derramando tanta grana no time sobralense só não é a Prefeitura, muito menos a família Torquato, que de futebol quer distância. E sem o pai e o filho, o Cacique do Vale, nunca mais foi o mesmo.

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais