DOM

Flexibilização avança com lockdown no fim de semana

Escolas, igrejas e templos têm novas regras, e barracas de praia e academias de ginástica poderão reabrir. Toque de recolher continua de segunda a sexta, das 20 às 5 horas
Edição Impressa
Tipo Notícia
CAMILO SANTANA e Cabeto participaram de live e alertaram para a necessidade de manter isolamento social (Foto: Carlos Gibaja/Ascom Casa Civil )
Foto: Carlos Gibaja/Ascom Casa Civil CAMILO SANTANA e Cabeto participaram de live e alertaram para a necessidade de manter isolamento social

O processo de flexibilização das atividades econômicas no Ceará vai entrar em nova fase a partir da segunda-feira, 26. Em pronunciamento ontem, o governador Camilo Santana (PT) informou as novas medidas que serão adotadas no Estado. Escolas, igrejas e templos avançam na reabertura, enquanto barracas de praia e academias passam a abrir sob determinadas condições.

Na live, o secretário da Saúde do Ceará, Carlos Martins Rodrigues Sobrinho, Dr. Cabeto, ao analisar as curvas epidemiológicas de casos confirmados e de óbitos por Covid-19, afirmou que, apesar de o número de casos nesta segunda onda da pandemia ter sido 40% maior do que na de 2020, a quantidade de mortes foi menor.

"Nós já conseguimos ver que agora, em fevereiro e março (de 2021) tivemos menor letalidade. Chegamos a ter algo em torno de 7% de letalidade e agora estamos com 2,6%". Segundo o secretário, esta mudança mostra que o atendimento aos pacientes com Covid-19, principalmente àqueles em estado mais grave, em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), está mais eficaz. A letalidade diz respeito ao número de pessoas que tiveram a doença e aquelas que foram a óbito.

O secretário aponta, ainda, a tendência de queda tanto em relação aos casos quanto aos óbitos. Na Capital, o cenário é semelhante. Apesar de recuo no número de casos, ainda não se percebe o mesmo movimento nas taxas de internação. Cabeto explica que isso ocorre porque, em média, o tempo de internação dos pacientes está maior.

"O que estamos vendo é um certo platô, com redução, nas duas últimas semanas, de solicitação de UTI, e um certo platô com redução também no número de (solicitação de) leitos de enfermaria. Isso significa que já há uma repercussão no atendimento nas emergências e nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento)", complementa.

Já o governador ressalta que o momento é de alerta e que as medidas de distanciamento social devem ser mantidas. "Não podemos relaxar. (...) Os resultados estão mostrando que essas medidas têm sido importantes para diminuirmos os casos e consequentemente as mortes aqui no Estado", afirma Camilo.

Dr. Cabeto apresenta dados da pandemia no Ceará
Dr. Cabeto apresenta dados da pandemia no Ceará (Foto: Divulgação)

Um dos desdobramentos da pandemia é na saúde física e mental dos profissionais que estão lidando com ela. No pronunciamento, o secretário apontou que muitos estão com síndrome de burnout, um estado de estresse crônico que leva ao esgotamento físico e emocional e está relacionado ao trabalho. "O Estado está implantando um sistema de atendimento específico para esses profissionais, porque eles estão exaustos e nós precisamos ajudá-los nesse percurso durante a Covid-19", afirmou Cabeto, sem informar mais detalhes.

 

Vacina

Segundo o Governo do Estado, o Ceará já aplicou mais de 1,7 milhão de vacinas e recebeu mais de 2,2 milhões de doses.

 

Mudanças no decreto estadual

Em live por meio das redes sociais, o governador Camilo Santana (PT) apresentou o texto que terá vigência a partir de amanhã, 26. O toque de recolher continua em vigor de segunda a sexta, das 20h às 5 horas, e aos fins de semana o Estado continua em isolamento social rígido. Fora do horário autorizado no decreto, os estabelecimentos poderão funcionar exclusivamente por entrega.

EDUCAÇÃO

Escolas poderão avançar na retomada do ensino presencial até o 9° ano do Ensino Fundamental. O limite é de 40% da capacidade, e o ensino remoto continua opcional, a critério dos pais e responsáveis. As atividades deverão ser realizadas preferencialmente em ambientes abertos, favoráveis à reciclagem do ar, além de respeitar o distanciamento, os limites de ocupação e as demais medidas sanitárias.

IGREJAS E TEMPLOS

Instituições religiosas passam a realizar celebrações presenciais com o limite de 25% da capacidade. O Estado mantém a recomendação para que as celebrações permaneçam sendo realizadas exclusivamente de forma virtual.

ACADEMIA

Poderão retomar o funcionamento no período das 6 às 18h, exclusivamente para a prática de atividades individuais por horário marcado. O limite de atendimento presencial simultâneo de clientes é de 25% da capacidade.

BARRACAS DE PRAIA

Poderão voltar a funcionar exclusivamente para a atividade de restaurante e com limitação em 40% da capacidade de atendimento simultâneo de clientes. É proibido o uso de piscinas e parques aquáticos.

BUFFET

Estabelecimentos que operam nesta modalidade poderão voltar a funcionar, desde que apenas para a atividade de restaurante, também com limitação de 40% da capacidade.

RESTAURANTES E HOTÉIS

Estão proibidas festas de qualquer tipo em restaurantes, hotéis e outros estabelecimentos em ambientes fechados e abertos. O número de clientes está limitado a seis pessoas por mesa, e o atendimento a consumo no local ou viagem. Não é permitido pessoas em pé, inclusive na calçada, nem formação de fila.

FUTEBOL

Está autorizada a retomada, sem público, dos jogos e treinos do Campeonato Cearense de Futebol, Série A, respeitadas todas as medidas sanitárias estabelecidas em protocolo sanitário.

COMÉRCIO DE RUA E SERVIÇOS

Funcionamento permitido das 10 às 16 horas, com limitação de 40%.

SHOPPINGS E RESTAURANTES NELES SITUADOS

Podem funcionar das 12 às 18 horas, com limitação de 40% da capacidade.

PERMANECE VEDADO

Funcionamento de parques aquáticos, cinemas, museus e teatros, públicos ou privados.

EXCEÇÕES

Não estão sujeitos à restrição de horário, de segunda a sexta: Serviços públicos essenciais; farmácias; supermercados/congêneres; indústria; postos de combustíveis; hospitais e demais unidades de saúde e clínicas odontológicas e veterinárias para atendimento de emergência; laboratórios de análises clínicas; segurança privada; imprensa, meios de comunicação e telecomunicação em geral; oficinas em geral e borracharias situadas na Linha Verde de Logística e Distribuição do Estado; funerárias.

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais