DOM

Bolsonaro diz que haveria menos mortes se ele coordenasse combate á pandemia

Edição Impressa
Tipo Notícia
BOLSONARO afirmou que prevaricação não se aplica ao cargo de presidente (Foto: Isac Nóbrega/Presidência da República)
Foto: Isac Nóbrega/Presidência da República BOLSONARO afirmou que prevaricação não se aplica ao cargo de presidente

O presidente Jair Bolsonaro disse ontem que menos pessoas teriam morrido vítimas da Covid-19 caso ele estivesse na coordenação das ações de enfrentamento à pandemia. "Se eu estivesse coordenando a pandemia, não teria morrido tanta gente", disse Bolsonaro, para logo em seguida defender o chamado "tratamento inicial" (o tratamento precoce, como era chamado) e uso de medicamentos off label - quando o remédio é usado fora das recomendações da bula, como ocorreu com a cloroquina.

Bolsonaro e seu entorno costumam dizer que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a competência dos estados para decidir medidas de contenção do vírus teria limitado a atuação do governo federal. O entendimento do STF, no entanto, é de que todos - União, Estados e municípios - são responsáveis por esse enfrentamento.

Ontem, de manhã, em Brasília, Jair Bolsonaro fez um passeio de moto por regiões próximas ao centro da capital federal, acompanhado do ministro da Defesa, general Braga Neto. Em cima da moto, ele chegou a ser questionado pelos jornalistas quanto à ameaça de não haver eleição em 2022 sem o voto impresso, mas acelerou e não respondeu à pergunta. (das agências)

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais