Economia

Pandemia fez 42 mil brasileiros com ensino superior trabalharem como entregadores de mercadorias

Delivery. Renda
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Redução das comissões cobradas dos restaurantes vale por 19 dias este mês (Foto: AURELIO ALVES)
Foto: AURELIO ALVES Redução das comissões cobradas dos restaurantes vale por 19 dias este mês

Como forma de driblar a crise financeira provocada pelo novo coronavírus e conseguir sustentar suas famílias, 42 mil brasileiros graduados e pós-graduados trabalharam como entregadores de mercadoria apenas no mês de maio deste ano. O levantamento foi realizado pela plataforma de bolsas de estudo e vagas no ensino superior, Quero Bolsa, por meio de dados extraídos da pesquisa Pnad-Covid19, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com estudo, das 27 milhões de pessoas com ensino superior no Brasil, 42 mil se declararam como entregadores de mercadorias em maio, afirmando atuação diretamente com estabelecimentos ou por meio de aplicativos de delivery. Cerca de 3,7 mil dessas, conforme apontam dados, atuam nesse ramo após terem sido afastados do trabalho devido ao isolamento social provocado pela pandemia.

Além da função de entregadores, quase 19% desses 42 mil brasileiros alegaram ainda que utilizam de auxílios emergenciais disponibilizados devido a pandemia e cerca de 13,1% deles responderam que trabalham em outros empregos para conseguirem sustento. (Gabriela Almeida/Especial para O POVO)

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais