Economia

Início pouco antes da pandemia exigiu adaptação rápida

Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Lara Freitas, proprietária da Carole & Carmela (Foto: THAIS MESQUITA)
Foto: THAIS MESQUITA Lara Freitas, proprietária da Carole & Carmela

“A ‘Carole & Carmela’ começou de uma conversa com a minha tia. Ambas gostavam muito de moda. Eu tenho uma menina e essa minha tia tem netas, então, a gente pensou em trabalhar algo no universo infantil. E a marca nasceu com essa pegada de tentar resgatar a coisa de criança que usa roupa de criança. Começamos um pouco antes da pandemia. Quando ela veio, ficou todo mundo pensando o que fazer e como tocar adiante. Então, a ideia foi tentar manter o nosso perfil no Instagram ativo, fazer um trabalho com blogueiras, oferecer o sistema de malinha para deixar as roupas na casa da cliente para que ela pudesse escolher com calma, sempre mantendo os cuidados necessários para o período de pandemia. Esse retorno para as feiras tem sido uma esperança de manter a marca ativa. Tem sido muito positivo voltar a ter o contato direto com o cliente”.

Lara Freitas, proprietária da Carole & Carmela

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais