Logo O POVO Mais
Economia

Concursos em 2022 prometem mais de 225 mil vagas e salários de até R$ 21 mil

Projeção aposta em diversas vagas represadas desde a crise de 2016 e acentuadas ao longo da pandemia
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
 Até o fim de 2022, o Governo do Ceará prevê a realização de sete concursos (Foto: Igor de Melo)
Foto: Igor de Melo  Até o fim de 2022, o Governo do Ceará prevê a realização de sete concursos

O próximo ano promete ter 225 mil vagas em concursos públicos federais com salários de até R$ 21 mil, segundo projeção da Central de Concursos. O grande volume deve-se aos anos de crise econômica - especialmente após 2016 -, nos quais a primeira medida da União foi suspender a realização dos certames.

"Governo, quando tem crise, o primeiro passo é cortar os concursos. A gente vem observando até antes da pandemia um represamento das contratações. Mas são inevitáveis, impossível não contratar", analisa Gabriel Henrique, diretor da Central de Concursos, citando os concursos para a Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal feitos em 2021.

Ele observa que, em 2022, os cargos mais cobiçados do "universo dos concurseiros" devem ter vagas abertas. O especialista se refere às vagas na Receita Federal, Banco Central e INSS, no que chama de "enxurrada de concursos."

No entanto, o maior volume que justifica o termo vem de temporários e mais básicos, como os do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que deve contratar servidores temporários para a realização do senso.

Sobre o levantamento, Henrique fala que tem equipes dedicadas ao acompanhamento das provas. Assim que um concurso tem o prazo expirado e sem prorrogação para as convocações dos aprovados, os analistas dele entram em ação mapeando os pedidos de vagas feitos por órgãos federais à União para mensurar a quantidade de vagas que deve ser aberta.

"Os órgãos pedem o que acham que vai ser aprovado, porque para contratar precisa passar no orçamento. Como aconteceu com o IBGE, que devia ter acontecido e não foi por causa do orçamento", diz.

Ele ainda aponta a possibilidade de o número aumentar com os concursos estaduais, uma vez que o recuo da pandemia tem convertido na realização de mais provas.

No Ceará, por exemplo, recentemente, o Governo anunciou a previsão de sete editais até o fim de 2022.

 

Dez dicas para concurseiros

1 - Foco

É necessário condicionar a mente, ter foco e dedicação para as horas de estudo.

2 - Descubra o nível do concurso e seu próprio nível de conhecimento

Existem níveis de complexidade por prova e isso vai depender de cada concurso.

3 - Tenha paciência

Um concurso para magistratura demanda, em média, 2 anos de preparação. Concursos mais simples, como para áreas bancárias, demandam cerca de seis meses de preparação.

4 - Não tente estudar pesado logo de início

Comece estudando a partir de pequenas cargas horárias e vá aumentando gradativamente as horas de estudo.

5 - Aos que não trabalham:

Após o condicionamento gradativo das horas de estudo, o ideal para uma preparação é estudar de 8h a 16h diárias.

6 - Aos que trabalham

Aproveite todo o tempo livre que tiver. O ideal é estudar de 3h a 4h por dia na semana e aproveitar os finais de semana para estudar mais.

7 - Tenha boas referências

Busque orientações e conteúdos em bons cursos com bons professores. Além disso, você também pode buscar ajuda online em sites de estudo.

8 - Local e rotina

Procure um lugar fixo de estudo e crie uma rotina antes de iniciar o ritual de estudos.

9 - Intervalos

Estude entre uma hora e 90 minutos, no máximo, e em seguida faça uma pequena pausa de 5 a 10 minutos. Isso ajuda com que cérebro volte a ter alta performance.

10- Válvulas de escape

Vá ao cinema, faça academia, pratique algum esporte ou mesmo jogue conversa fora com os amigos nos finais de semana. Ter vida social é fundamental para manter a mente saudável e suportar os meses de estudo e dedicação.

Fonte: QueroBolsa.com.br

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Recomendada para você

"