Logo O POVO Mais
Economia

Governo anuncia concurso para professores indígenas

|Ceará| É o primeiro concurso para escolas indígenas no Estado. Ao todo, serão ofertadas 200 vagas
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
Governadora Izolda Cela assina decreto que estende prazo para pagamento de consignados (Foto: Divulgação/Twitter)
Foto: Divulgação/Twitter Governadora Izolda Cela assina decreto que estende prazo para pagamento de consignados

O Governo do Ceará anunciou nesta terça-feira, 17, a realização do primeiro concurso público para professores das Escolas Indígenas do Ceará. Ao todo serão ofertadas 200 vagas, que irão contemplar 13 etnias. Será encaminhado um projeto de lei à Assembleia Legislativa do Ceará pedindo a abertura das vagas. 

O anúncio foi feito pela governadora Izolda Cela em transmissão pelas redes sociais. "Eu quero agradecer a todos por esse momento. É o primeiro concurso para professores indígenas que estamos fazendo no Ceará e esperamos com isso fortalecer a presença, a carreira e o compromisso desses professores nas 29 escolas que são da responsabilidade direta da Seduc (Secretaria da Educação). Com isso, podemos afirmar e nos comprometer cada vez mais com a oferta de educação nas comunidades indígenas, que têm seus direitos e todo potencial para ser desenvolvido”, afirmou.

Os profissionais irão atuar nas 29 escolas indígenas estaduais existentes hoje no Ceará. As vagas serão distribuídas para os anos iniciais e finais do Ensino Fundamental, além do Ensino Médio, nos seguintes componentes curriculares: Linguagens e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e Matemática e suas Tecnologias; e Ciências Humanas, Sociais e Aplicadas. O certame será realizado em três etapas: prova escrita, aula e avaliação de títulos.

Izolda também explicou que será lançada portaria que vai oficializar a criação da comissão responsável pelo concurso. "Essa comissão será composta com representantes da comunidade indígena, da Secretaria de Educação (Seduc) e também da Procuradoria Geral do Estado (PGE) para que as coisas sejam feitas vem redondinhas, com eficiência, para que possamos ter esse edital o mais rápido possível."

As vagas vão contemplar as seguintes etnias: Anacé, Gavião, Jenipapo-Kanindé, Kalabaça, Kanindé, Kariri, Pitaguary, Potyguara, Tabajara, Tapeba,Tapuia Kariri, Tubiba Tapuia, Tupinambá. 

"É um momento histórico que a gente já espera há 30 anos. Nossa classe de professores indígenas já está com quase 700 professores. É uma porta que está abrindo para que futuramente aconteçam outros. Hoje, vamos poder ver que alguns professores vão ficar estáveis (em suas salas de aula)", afirmou a coordenadora da Organização dos Professores Indígenas do Estado do Ceará (Oprince), Cristina Pitaguary.

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Evandro Leitão, informou que a tramitação do projeto deve ter celeridade na Casa. "Teremos sensibilidade de aprovar o mais rápido possível essa matéria."


 


Concurso para professor indígena

Vagas: 200 vagas

Etapas: prova escrita, aula e avaliação de títulos

Etnias contempladas: Anacé, Gavião, Jenipapo-Kanindé, Kalabaça, Kanindé, Kariri, Pitaguary, Potyguara, Tabajara, Tapeba,Tapuia Kariri, Tubiba Tapuia, Tupinambá

Vagas

As vagas serão distribuídas para o Ensino Fundamental e Ensino Médio, nas seguintes componentes curriculares: Linguagens e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e Matemática e suas Tecnologias; e Ciências Humanas, Sociais e Aplicadas

Essa notícia foi relevante pra você?