Esportes

Ceará vence a Chapecoense e sobe na tabela da Série A

CEARÁ VOLTOU A CONQUISTAR TRÊS PONTOS NO CAMPEONATO BRASILEIRO AO BATER A CHAPECOENSE POR 1 A 0, NESTE SÁBADO, NO CASTELÃO. JAEL FEZ O TENTO DA VITÓRIA EM JOGO MUITO OFENSIVO
Edição Impressa
Tipo Notícia Por
FORTALEZA, CE, BRASIL, 25-09.2021: Jael. Ceara x Chapecoense, na Arena Castelão pelo Campeonato Brasileiro. em epoca de COVID-19. (Foto:Aurelio Alves/ Jornal O POVO) (Foto: Aurelio Alves)
Foto: Aurelio Alves FORTALEZA, CE, BRASIL, 25-09.2021: Jael. Ceara x Chapecoense, na Arena Castelão pelo Campeonato Brasileiro. em epoca de COVID-19. (Foto:Aurelio Alves/ Jornal O POVO)

Em duelo bastante movimentado e com muitas chances de gol, o Ceará venceu a Chapecoense-SC por 1 a 0, neste sábado, 25, na Arena Castelão, pela 22ª rodada da Série A e encerrou o jejum de triunfos na competição nacional após seis partidas - o primeiro resultado positivo sob comando do técnico Tiago Nunes. O único gol do confronto foi marcado pelo atacante Jael, em cobrança de pênalti com categoria. O tento também encerra a escassez de gols do Alvinegro, que não balançava as redes há três jogos. Com o resultado, a equipe de Porangabuçu chega a 28 pontos.

Satisfeito com o desempenho do Ceará no empate em 0 a 0 com o Santos-SP, no compromisso anterior, o técnico Tiago Nunes fez apenas uma mudança na equipe: sacou o zagueiro Messias, suspenso, e deu vez a Gabriel Lacerda. Os donos da casa tiveram boas oportunidades para mexer no placar no primeiro tempo, mas também tiveram que conter as investidas do adversário.

Em busca da vitória, o Alvinegro arriscou logo aos 37 segundos, em chute rasteiro de Vina da entrada da área defendido por Keiller. Aos três minutos, após cruzamento da intermediária, Gabriel Dias não conseguiu cortar, e Anselmon Ramon subiu livre na área para cabecear pro cima da meta.

O camisa 9 da Chape apareceu novamente dois minutos depois, quando Denner recebeu passe em profundidade no lado esquerdo e cruzou rasteiro para o centroavante, que bateu de primeira para defesa de Richard. O zagueiro Luiz Otávio ainda se esticou para salvar a bola quase em cima da linha e evitar o gol catarinense.

O Vovô respondeu com boa chance aos nove minutos: em cobrança de falta ensaiada, Jael fez levantamento para a área, Luiz Otávio escorou, e Kelvyn apareceu livre na pequena área para finalizar por cima do gol. Aos 21, Vina deu bom passe para Rick, que ajeitou de calcanhar, e Fernando Sobral bateu colocado da entrada da área, com perigo, à esquerda da meta visitante.

Com ritmo mais ameno na reta final da primeira etapa, Anselmo Ramon, pelo Verdão do Oeste, e Vina, pelo Ceará, experimentaram arremates sem perigo. O último lance de perigo da etapa inicial foi aos 36 minutos, quando o próprio Vina fez jogada pelo lado esquerdo e tocou em profundidade para Kelvyn, que recebeu livre na área, encheu o pé e viu Keiller fazer a defesa no mano a mano para mandar para escanteio.

O segundo tempo começou movimentado: logo no primeiro minuto, Mike recebeu bola no lado direito, cruzou, Bruno Silva não conseguiu cabecear, e Anselmo Ramon deu meia-bicicleta na área à esquerda da meta de Richard, com perigo.

Quatro minutos depois, após cobrança de escanteio, Gabriel Dias cabeceou na área da Chapecoense-SC, Jael furou a finalização, e Luiz Otávio caiu na área após sofrer falta, de acordo com o árbitro Caio Max e atacante Jael bateu com cavadinha.

O gol deixou o embate mais aberto, com os visitantes tentando igualar o placar, e os donos da casa buscando ampliar. Aos 24, Cléber fez jogada pela direita e tocou para Vina, mas Keiller fez ótima defesa

Luiz Otávio apareceu novamente aos 27, mas em lance na defesa: após escanteio da Chape, o capitão tentou cabecear, a bola bateu nele e carimbou a própria trave, quase fazendo gol contra. O Vovô levou perigo outra vez aos 28, quando Vina achou Erick na área, o atacante se livrou na marcação, bateu forte cruzado e Keiller fez boa defesa.

O camisa 1 do Verdão do Oeste fez nova intervenção decisiva aos 36, quando Marlon finalizou de dentro da área. Com um homem a mais devido à expulsão de Jordan, o Ceará controlou as ações e se manteve no campo de ataque para assegurar a vitória e a tranquilidade.

 

Essa notícia foi relevante pra você?
Logo O POVO Mais